A Bomba

No início dessa noite um plantão da globo anunciou os donos do frigorífico JBS, Joesley e Wesley Batista, disseram em delação premiada à Procuradoria-Geral da República (PGR) em março, em que gravaram o presidente #Michel Temer dando aval para comprar o silêncio do deputado cassado (porque estava preso) e ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), depois que ele foi preso na operação Lava Jato. A denúncia foi publicada no site do jornal "O Globo"

A Repercussão

Durante cobertura ao vivo a reporter Cristiana Lobo, da GloboNews, afirmou categoricamente que o fim do mandato do Michel Temer está mais perto do que nós imaginamos, ela disse: "O processo de afastamento de Michael Temer será rápido, ele está absolutamente nocauteado.

Publicidade
Publicidade

Dilma resistiu porque tinha apoio popular, mas o caso de Temer é muito mais grave, não há o que negar e ele não tem apoio popular".

O Aécio Neves

Na delação de Joesley, dizer que o senador Aécio Neves (candidato a presidente em 2014), atualmente presidente do PSDB, foi gravado pedindo ao empresário R$ 2 milhões. Em áudio que comprova a ação com duração de cerca de 30 minutos, o presidente nacional do PSDB solicita e justifica o pedido dizendo que precisava da quantia para pagar sua defesa na Lava Jato. Ele que já foi flagrado diversas vezes em conversas com o Juiz Sérgio Moro e outros juristas do STF responsáveis pelos julgamentos da Lava Jato no Supremo.

No Twitter

É claro que diante dessa manchete, com direito a plantão especial dentro dos telejornais, no twitter a notícia iria bombar com memes, e o mais utilizado da noite ficando em primeiro lugar foi #EuVoteiNaDilma, em referência à uma menina que apareceu com uma plaquinha ao vivo na globo com essa escrita, e em alusão também a uma frase muito usada pelas passeatas do MBL - Movimento Brasil Livre (que já foi denunciado por serem financiados pelo PSDB) em que até o jogado Ronaldo usou a camiseta com a frase: A Culpa Não é minha eu Votei no Aécio.

Publicidade

Novo Pedido de Impeachment

Deputados Federais hoje em Brasília, pediram o impeachment do presidente do Michel Temer no plenário da Câmara nesta noite de quarta-feira (17) após a revelação de um áudio. O deputado Alessandro Molon (Rede-RJ) protocolou um pedido de impeachment do presidente Michel Temer (PMDB). O pedido ainda precisa ser aceito pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Se aceito, será criada uma comissão para investigação.

Uma breve reflexão

Na noite deste dia 17, foi comprovado mais uma reviravolta na política brasileira, porém, do lado de quem era a favor da saído do PT do governo, o que comprou essa noite de que realmente foi um golpe arquitetado pelo PSDB e PMDB, comprovando assim a teoria de que Lava Jato nunca foi feita para combater a corrupção. #EuVolteiNaDilma #Lula2018