Em Curitiba, capital sede da Operação Lava Jato, também apelidada de “República de Curitiba” (em menção à fala do ex-presidente Luiz Inácio "#Lula" da Silva), o dia 10 de maio de 2017 tem a tendência de ser emblemático.

Isso porque é o tão aguardado dia do depoimento de Lula perante o Juiz Federal Sérgio Moro acerca do triplex do Guarujá (São Paulo) e o fato fará a cidade se mobilizar, bem como dividir-se quanto às opiniões políticas.

Antes, o depoimento de Lula estava agendado para o último dia 3, mas foi adiado pela Polícia Federal por conta da necessidade de aplicação das medidas de segurança em Curitiba.

Recado nada "sutil"

Aproximadamente 30 outdoos, com “mensagens” destinadas a Lula foram instalados em diversas ruas de Curitiba e realmente chamam a atenção de quem passa por eles.

Publicidade
Publicidade

Em um dos cartazes, há um desenho representando a figura do ex-presidente com uniforme de presidiário e atrás de grades, acompanhado dos dizeres: “Seja bem-vindo. A República de Curitiba te espera de grades abertas. #somostodoslavajato”.

Os painéis, que contêm palavras de ordem incisivas, são de autoria de pelo menos três grupos de pessoas contrárias ao petista e serão deixados expostos até o dia do citado depoimento.

Veja o vídeo com áudio de uma Fiscal da Prefeitura de Curitiba relatando o fato:

Manifestações

Conforme movimentação nas redes sociais, o dia do depoimento (ou chamado por populares de “Dia D”) será palco de diversas manifestações, algumas pró-Lula e outras contra ele, tanto no Centro Cívico, onde fica a sede do Poder Executivo Estadual, o Ministério Público, o Tribunal de Contas, a Prefeitura e o Tribunal de Justiça do Estado do Paraná, como na famosa Rua XV de Novembro (ou “Rua das Flores”).

Publicidade

Estão previstos o uso de carros de som e de caminhadas conjuntas pela cidade.

Segurança

O Estado do Paraná, por meio da Secretaria de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária – SESP já definiu um grande esquema de segurança para os locais onde ocorrerão as manifestações, bem como aos arredores do prédio da Justiça Federal do Paraná, onde Lula irá prestar o depoimento ao Juiz Federal.

Já no restante da Justiça Federal o expediente será suspenso no dia dos fatos. A polícia procederá ao bloqueio de ruas em um raio de aproximadamente 200m do local, para garantir a integridade de todos os indivíduos interessados na Lava Jato.

Jornalistas credenciados e moradores da região serão os únicos a poder se aproximar do prédio da Justiça Federal do Estado do Paraná. #SérgioMoro