O instituto Datafolha divulgou neste 1º de maio, Dia do Trabalhador, que 71% dos brasileiros são contra a Reforma da Previdência proposta por Michel Temer. 23% se disseram a favor da reforma, 5% não sabem opinar e 1% é indiferente. O maior índice de rejeição está entre os funcionários púbicos: 83% se declararam contrários a reforma.

As mulheres possuem a maior taxa de rejeição, com 73%. Dos brasileiros de classe intermediária, que ganham entre 2 e 5 salários mínimos, 74% se disseram contrários a proposta de Michel Temer. Trabalhadores que estão buscando se firmar no mercado, na faixa etária entre 25 e 34 anos, 76% afirmaram que rejeitam a Reforma da Previdência.

Publicidade
Publicidade

Entre os mais escolarizados, aqueles com ensino superior completo, também 76% se disseram contra a reforma.

A pesquisa do instituto foi feita nos dias 26 e 27 de abril, um dia antes da greve geral que paralisou o Brasil no dia 28 de abril. Foram entrevistadas 2.781 pessoas em 172 municípios. A margem de erro, segundo o Datafolha, é de 2%.

Classes diferenciadas

Os entrevistados foram questionados sobre as classes que terão regras diferenciadas para se aposentar. 54% concordam com a diferenciação para professores, 55% para policiais e 58% para militares. #Dentro da política