Defensor ferrenho do Partido dos Trabalhadores (PT) e de Luiz Inácio Lula da Silva, o jornalista Paulo Henrique Amorim causou polêmica mais uma vez com um vídeo postado em seu canal “Conversa Afiada” no Youtube.

O apresentador do “Domingo Espetacular”, da Record TV, postou um vídeo cujo título é “Como usar a vitória de Curitiba”. O comentário político do jornalista já foi visto por mais de 100 mil pessoas.

Vídeo

“O #Lula ganhou de 7 a 1 em Curitiba e não adianta a Globo e seus colunistas tentarem mudar o resultado do jogo depois do jogo. Agora é preciso tirar conclusões políticas e eleitorais da vitória esmagadora de Curitiba”, comentou Amorim.

Publicidade
Publicidade

Em seus vídeos, o jornalista, que já passou pela emissora da família Marinho e hoje trabalha para o bispo Edir Macedo, costuma atacar a Globo com certa frequência.

Para ele, no “embate” entre Lula e o juiz federal #Sergio Moro no depoimento do ex-presidente, na última quarta-feira (10), o petista levou a melhor sobre o juiz e, assim como a Alemanha fez com o Brasil na Copa de 2014, aplicou uma goleada.

No momento seguinte, Amorim faz a declaração mais polêmica do vídeo. Depois de dizer que a #Lava Jato tem que ser ultrapassada e citar o ministro Gilmar Mendes, o jornalista diz: “chega de Lava Jato”.

Na sequência, porém, Paulo Henrique Amorim diz que os lances da operação já estão jogados e a roleta está viciada. Essa fala do apresentador da Record TV parece a de muitos petistas que já estão se conformando com a condenação de Lula.

Publicidade

O ex-presidente é réu em cinco processos. Três deles são da Operação Lava Jato, cujo julgamento em primeira instância é feito pelo juiz federal Sérgio Moro, em Curitiba. Caso seja condenado em primeira e segunda instância, Lula ficará inelegível, por conta da Lei Ficha Limpa, e não poderá concorrer nas eleições presidenciais do ano que vem.

Mais à frente, Paulo Henrique Amorim novamente ataca a operação. “Será que o brasileiro está mesmo preocupado com a Lava Jato? A Lava Jato dá emprego? A Lava Jato paga as contas? Até que ponto o brasileiro está ligado na Lava Jato?”, questiona o jornalista.

De acordo com o Instituto Paraná Pesquisas, em levantamento divulgado em fevereiro, 47,9% dos brasileiros acreditavam que a corrupção irá acabar ou diminuir depois da Lava Jato. Esse dado demonstra que a população está ligada na operação. Desde que ela foi iniciada, corruptos foram condenados em primeira instância e presos.

Veja o vídeo completo: