O Brasil ficou mexido com a delação dada pelo empresário Joesley Batista, citando os mais diversos nomes da política, como Michel Temer. Enquanto o que ele disse rendeu até pedidos de impeachment contra o presidente da República, o dono da JBS tenta viver em paz com a esposa no estado de Nova York, nos Estados Unidos. Ele é casado com a jornalista Ticiana Villas Boas, apresentadora do SBT. Engana-se quem pensa que a vida dos dois tem sido tão fácil assim no exterior. Até por lá, o casal tem sido muito hostilizado. Por conta disso, eles pouco saem de casa.

Ticiana é hostilizada com marido em Nova York, nos EUA

Segundo informações da coluna 'Terraço Paulistano', dia desses Ticiana e o marido foram até um restaurante chique da cidade mais conhecida dos Estados Unidos.

Publicidade
Publicidade

No entanto, ambos acabaram humilhados. O site que divulgou o caso afirma que a dupla teve que abaixar a cabeça diante de tal hostilização. Os dois saíram do Brasil dizendo que estavam sendo ameaçados de morte. Uma brasileira passou pela mesa deles e, reconhecendo o casal, disse: “Estamos diante de uma vergonha nacional”. Na mesma data, Joesley decidiu divulgar uma carta em que pedia desculpas à população brasileira. #Ticiana Villas Boas também chegou a se pronunciar nas redes sociais, quando garantiu que precisa cuidar da família.

Ligações perigosas: casamento de Ticiana com homem polêmico

A apresentadora Ticiana Villas Boas pediu, recentemente, licença da televisão brasileira. Ela fazia a apresentação do 'Bake Off Brasil - Mão na Massa', reality show culinário no SBT. No entanto, devido a um escândalo político, a comunicadora acabou se afastando das funções.

Publicidade

Ticiana Villas Boas é casada com o empresário Joesley Batista, dono da JBS. Ele, em depoimento dado à Procuradoria-Geral da República, confirmou que participava de esquemas de corrupção envolvendo mais de 1000 políticos brasileiros.

Joesley encrenca Michel Temer e Aécio Neves em 'delação bombástica'

Os depoimentos sobraram até mesmo para o atual presidente da República Michel Temer, do PMDB. O empresário, que decidiu pedir dispensa da presidência da JBS, confirmou que Michel Temer teria dado o aval para ele pagar espécie de mesada para o ex-deputado federal Eduardo Cunha, do PMDB, quando este já estava preso em Curitiba, no Paraná. Joesley também garantiu que o Senador Aécio Neves, do PSDB, teria solicitado a ele dois milhões de reais para se defender das acusações da Lava Jato. #Famosos