Jair Messias #bolsonaro é deputado federal e um provável candidato à presidência da República, porém existe um medo que assola o parlamentar e não faz ele assumir, de uma vez por todas, a candidatura para presidente em 2018.

Isso foi uma estratégia traçada pelo candidato para não ter problemas com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), pois o órgão não permite antecipações de campanhas. Como Bolsonaro está em segundo lugar nas pesquisas eleitorais, atrás somente do ex-presidente Lula, ele tem muito medo de não poder se candidatar, por isso que em perguntas e entrevistas ele nunca se denomina como candidato.

Outro medo?

Bolsonaro tem outro risco de não poder se candidatar em 2018. Esse da antecipação de campanha, ele já está se cuidando, mas tem um que não depende só do deputado e sim do STF, pois Bolsonaro é réu por incitação ao estupro em um diálogo com a deputada federal Maria do Rosário. Caso ele se torne réu em segunda instância, não poderá ser candidato à presidência da República.

Publicidade
Publicidade

O deputado alega que o processo é inválido, pois todo político possui a imunidade parlamentar, ou seja, qual qur que seja a sua opinião ou fala, tem que ser respeitada e se caso ofender a alguém, deve ser ignorada. Outra defesa do deputado é que ele não fez incitação ao estupro, porque estava dizendo "Não estupro você porque você não merece ser estuprada". No entendimento do parlamentar, não há nada demais. Só que no entendimento da deputada Maria do Rosário, isso dá a entender que outras mulheres merecem ser estupradas.

Partido do possível candidato

Jair Bolsonaro também enfrenta um grande problema pelo partido que tem que se candidatar, pois, até 2018, para lançar sua candidatura, ele precisa de um partido, e até agora não tem um definido, já que a família Bolsonaro vem desfazendo a aliança com o atual partido, PSC, por ter feito parceria com partidos de esquerda no Norte do país.

Publicidade

Agora, o deputado federal vem procurando outro partido e até cogitando a possibilidade de fundar um novo partido chamado "MUDA BRASIL".

A criação de um partido é bem conturbada, e por isso que o parlamentar vem procurando partidos para ele lançar a sua candidatura. Muitos querem o deputado federal porque ele é a maior ameaça a Luiz Inácio Lula da Silva na pesquisa eleitoral, que mesmo o ex-presidente liderando com facilidade, pinta um segundo turno entre os dois pré-candidatos e isso enche os olhos de qualquer partido. #Eleições 2018