O ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva finalmente vai ter o seu dia de #depoimento em frente ao juiz federal Sérgio Moro. O fato único e tão esperado por brasileiros vai ser realizado no prédio da Justiça Federal, na tarde desta quarta-feira (10), na cidade de Curitiba, no Paraná. O prédio foi totalmente isolado e a audiência não vai contar com transmissão ao vivo.

Essa vai ser a primeira vez que o ex-presidente da República vai ficar frente a frente com o juiz. Vai ser montado um sistema forte de bloqueios a fim de impedir qualquer manifestação que possa vir a ocorrer nas proximidades do edifício da Justiça Federal.

Publicidade
Publicidade

O prédio fica localizado no bairro do Ahú, na capital paranaense, e a equipe organizadora informou que vai haver um bloqueio do tráfego de pessoas na localidade, limitando-se apenas aos moradores do bairro, profissionais da imprensa que estejam credenciados, comerciantes e servidores do Judiciário, conforme informações do site UOL.

As pessoas estão eufóricas e ansiosas para assistir ao depoimento do ex-presidente e o fato de não transmitir ao vivo, deixou ainda mais alto o clima de ansiedade das pessoas. Também recebemos a informação de que a gravação do depoimento só será postada nas redes algumas horas após a sua finalização. O juiz Sérgio Moro ainda proibiu o uso de aparelhos celulares durante a audiência.

Inquérito

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será interrogado pelo procedimento no qual foi acusado pelo MPF (Ministério Público Federal) do estado do Paraná, de receber pagamento de propinas pela OAS – que receberiam em troca pelo menos três contratos da empreiteira com a Petrobras.

Publicidade

O bocado seria um tríplex no Guarujá, em meados do ano 2009. O ex-presidente já negou ter tomado posse do imóvel em uma recente entrevista.

O depoimento do ex-presidente desta quarta-feira (10) será tido pela lei brasileira apenas como um ato de defesa. Por essa razão, Lula pode permanecer calado que não sofrerá penalizações. Tudo isso porque o artigo 5º da Constituição Federal antecipa o direito à extensa defesa dos réus.

As testemunhas presentes ficam obrigadas a dizer somente a verdade. Caso o juiz Sérgio Moro distinga que alguma delas ofereceu um depoimento falso, tem de enviar o caso para a polícia abrir um inquérito.

E você, qual a sua opinião sobre o depoimento do ex-presidente nesta quarta-feira? Deixe seu comentário logo abaixo. #Sergio Moro