Os políticos estão utilizando cada vez mais as a mídias para criticar os seus adversários. Dessa vez, o ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva, em um discurso proferido no 6º Congresso do PT, ofendeu o atual prefeito de São Paulo, João Doria, ao chamá-lo de "almofadinha" e "coxinha".

Lula o criticou por ser chamado de João Trabalhador e também ao duvidar que Doria tivesse trabalhado com carteira assinada. Esta notícia foi divulgada em diversos meios de comunicação.

João Doria responde Lula

Neste sábado (6), utilizando a rede social Facebook, em sua página oficial, o prefeito de São Paulo publicou um vídeo para responder e se defender das acusações feitas pelo ex-presidente da República.

Publicidade
Publicidade

Doria criticou Lula ao dizer que ele é “mentiroso”, “covarde” e “desinformado”.

O prefeito provou que começou a trabalhar aos 13 anos de idade. Para comprovar o fato, ele mostrou a Carteira de Trabalho com contratação desde o dia 20 de março de 1974. Assim, o prefeito da capital paulista desmentiu Lula.

Para concluir a resposta, Doria afirmou ser um homem de bem, que conquistou seu patrimônio com muito esforço e trabalho, supostamente ao contrário de Lula. O prefeito continua seu breve discurso ao dizer que, ao contrário do ex-presidente, sua família tem orgulho dele por ser um pai de família de caráter e honesto.

"O pai trabalha, não rouba, é decente e brasileiro", afirmou Doria. Finalizando a resposta, ele recomendou ao pré-candidato a Presidente da República que, antes de fazer acusações, pesquise mais sobre a vida dos adversários políticos.

Publicidade

Polêmica no Facebook

Com a resposta, Doria deu margem a mais uma polêmica entre partidários e simpatizantes do PT e do PSDB. Para algumas pessoas, que duvidam da vida profissional do prefeito de São Paulo, o representante máximo do PT está certo.

Porém, Doria mostrou sua carteira de trabalho e provou o que disse. O vídeo com a resposta do prefeito de São Paulo, que assumiu em janeiro passado, pode ser visto a seguir e também na página oficial do prefeito de São Paulo.

#João Dória #Política