Enfrentando uma das principais crises polítcias desde que ascendeu ao poder, o presidente #Michel Temer (PMDB) se reuniu nesta sexta-feira, dia 2, com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). A reunião foi realizada no Palácio dos Bandeirantes, sede do #Governo paulista localizado na capital do estado, e durou cerca de uma hora e meia.

De acordo com a jornalista Andrea Sadi, o encontro teria sido solicitado por Temer, que estaria buscando evitar a debandada do PSDB da base aliada do governo. Antes, Temer já havia se reunido com outras figuras do alto escalão tucano, como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE).

Publicidade
Publicidade

Temer também deve se reunir com João Dória, prefeito de São Paulo e considerado uma das principais faces da renovação tucana.

Segundo noticiado, Temer também quer contar com o apoio do PSDB na votação das reformas econômicas no Congresso. Com os recentes escândalos, o presidente estaria tentando evitar que os partidos da base aliada deixem o governo, o que fragilizaria sua situação política e poderia abrir uma brecha para sua deposição do cargo.

Na última semana, o PHS anunciou sua saída da base aliada. Antes, o governo já havia sofrido as baixas do Podemos, do PSB e do PPS. #Alckmin