As brigas não ficaram apenas no ringue. O ator Bruno Glagliasso, 35, e a modelo Giovanna Ewbank, 30, deixaram o evento do UFC Brasil, realizado no último sábado (3), antes da luta final do card principal. O motivo? A presença do Deputado Federal Jair #bolsonaro (PSC-RJ), conhecido nacionalmente por ter uma legião de fãs espalhados pelo território nacional e suas opiniões polêmicas.

O Deputado Jair Bolsonaro não entrou em discussão com o posicionamento das celebridades [VIDEO]em deixar o evento. Contudo, o filho do parlamentar – e também político – , Deputado Estadual Eduardo Bolsonaro (PSC-SP) tomou conhecimento da atitude do casal global por meio de viralização de notícias vinculadas à mídia a partir do tweet de Bruno, que dizia: “Já no meus aposentos, na frente da TV, e bem longe do Bolsonaro!”

A repercussão não foi outra, senão se espalhar pelos noticiários e veículos na internet.

Publicidade
Publicidade

Eduardo, então, decidiu gravar um depoimento questionando a atitude de Giovanna e Bruno. Em tom de sarcasmo inicial, o parlamentar questionou os motivos que levaram os atores a deixar o espetáculo por causa da presença de seu pai.

O que disse Eduardo Bolsonaro após atitude de Bruno e Giovanna

O vídeo começa em tom de deboche, quando Eduardo menciona que a notícia irá abalar a #Política nacional, e frisa, em seguida, o acontecimento, citando e ressaltando a tolerância (ou falta dela) dos atores em relação ao parlamentar.

Após a fala que contextualiza a situação, Eduardo Bolsonaro critica os protestos que ele agrega aos movimentos de esquerda que, segundo ele, envolvem: “bolinha de sabão, mostrar seios caídos nas ruas ou até mesmo defecando na foto de parlamentares”. Ele complementa, no fim, que nenhum dos protestos acima – bem como a atitude de Bruno – não muda em nada a vida em sociedade.

Publicidade

Por fim, o parlamentar compartilha uma experiência pessoal que viveu com o próprio Bruno, em uma situação vivida em Fernando de Noronha. Segundo ele, o caso aconteceu pouco tempo antes do protesto de Bruno e Giovanna. Onde, afirma Eduardo, o casal e sua família se aproximaram para sentar à mesa em um restaurante em que Eduardo Bolsonaro e amigos compartilhavam da companhia um do outro.

Provavelmente sem perceber ou reconhecer, Eduardo questiona, a partir desta história, o motivo que o levou a agir daquela forma no UFC e não se retirar do restaurante quando uma situação semelhante havia ocorrido em Fernando de Noronha.

Ao fim, Eduardo convida os ouvintes para uma reflexão: “Quem você acha que se divertiu mais no UFC, o Bruno Gagliasso ou o Jair Bolsonaro?”, e encerra o seu depoimento.

#TV Globo