Depois de cinco dias de julgamento da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os ministros decidiram por 4 votos a 3 pela absolvição. Com isso, Michel Temer irá permanecer no cargo, pelo menos por enquanto, e Dilma mantém seus direitos políticos.

Mas qual será o cenário daqui para a frente, agora que a esperada cassação de Michel Temer, após tantos escândalos, não aconteceu? O UOL conversou com alguns especialistas sobre o futuro.

Segundo Roberto Romano, professor da Unicamp de ética e política, Temer ganhou apenas uma sobrevida. O professor acredita que o peemedebista agora está sujeito a chantagens da base aliada e não terá mais como governar, se dedicará apenas a manter-se no cargo.

Publicidade
Publicidade

Professor de Direito da USP, Floriano de Azevedo acredita que juridicamente foi uma decisão correta, apesar da população acreditar que o "TSE fechou os olhos para corrupção". O professor concluiu dizendo que a decisão passou uma impressão ruim a sociedade.

Já para o setor da economia, o UOL ouviu André Perfeito, economista-chefe da Gradual Investimentos. Ele afirmou que já era esperada a absolvição, mas que "tanto faz se Temer cai ou fica". Para Perfeito, o importante era a aprovação da Reforma da Previdência, mas agora, com tantos escândalos, segundo ele, ninguém sério acredita na aprovação do pacote. #Dentro da política