O senador afastado #Aécio Neves decidiu se reunir, na noite desta última terça-feira (30), com alguns senadores do PSDB. Ele tirou uma foto e postou nas redes sociais e escreveu na legenda que estava conversando com eles sobre votações no Congresso e agenda política. Porém, Aécio está afastado do cargo por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) e, por isso, ele está suspenso de qualquer função parlamentar ou função pública.

Várias críticas começaram a jorrar pela internet. Alguns internautas estavam questionando se é certo Aécio discutir política sendo que ele está afastado. Seria uma desobediência à Corte Suprema? O tucano é investigado por corrupção passiva, participação em esquema criminoso e tentativa de obstrução à Justiça.

Publicidade
Publicidade

Ele foi pego em áudios grampeados pela Polícia Federal (PF). Sua irmã, Andrea Neves, já está presa por ter recebido propina para ele. A situação do senador é caótica e por muito pouco ele não foi para a cadeia também.

Na reunião com Aécio estavam presentes os seguintes parlamentares: José Serra (SP), Cássio Cunha Lima (PB), Tasso Jereissati (CE) e Antonio Anastasia (MG). De acordo com Aécio, foram discutidas, no encontro, votações no Congresso.

Uma internauta chegou a publicar um comentário na página do #STF perguntando se é correto um senador afastado discutir votações. Em contrapartida, algumas pessoas mostraram apoio ao mineiro e desejaram força para ele vencer esses obstáculos.

Decisão de Fachin

O ministro e relator da Lava Jato no Supremo, Edson Fachin, afastou o mineiro do cargo e o proibiu de qualquer função pública ou parlamentar.

Publicidade

Aécio também não pode ter contato com outros investigados ou réu no conjunto de feitos em tela. Ele está proibido de conversar com pessoas envolvidas no mesmo inquérito dele. E além disso, não pode sair do país.

Surpresa tucana

Os senadores que estiveram juntos com Aécio, em sua casa, se surpreenderam ao saber que ele postou uma foto tirada no encontro. A foto pegou os tucanos de surpresa. Questionados sobre o que conversaram na reunião, os senadores falaram diferente de Aécio, dizendo que o assunto foi sobre a prisão da irmã dele e a situação dele frente ao STF.

Deu pra perceber uma pequena contradição na fala deles com a postagem do senador afastado. A defesa do tucano ressaltou que seu cliente não está impedido de receber visitas. Segundo o advogado Alberto Zacharias Toron, a reunião desta terça foi apenas um encontro entre amigos e não teve nada de decisões parlamentares.