A #Política brasileira tem muitos escândalos, mas um que acontece em uma cidade de Santa Catarina é, no mínimo, inusitado. Por lá, um #vereador da cidade de Witmarsum pode virar alvo de uma investigação da câmara por um ato contra ele mesmo e que, para muitos, pode ser considerado atentado ao pudor. Após perder uma aposta, o vereador, identificado como Marcos Montibeller (PMDB), de 29 anos, viu-se "obrigado" a grampear o próprio pênis em uma mesa. Um vídeo mostra toda a sequência. O material acabou viralizando na pequena cidade de Witmarsum, que fica a 271 Km da capital de Santa Catarina, Florianópolis. Marcos é candidato a deputado estadual e foi o quarto vereador mais votado do município.

Publicidade
Publicidade

Vereador Marcos Montibeller usa chave de fenda e garfo para desprender pênis de mesa

Em uma reportagem produzida por um telejornal local e que pode ser vista ao final dessa matéria, detalhes sobre o caso são mostrados. Nas imagens, o vereador não consegue tirar o órgão genital preso na mesa com as mãos. Por isso, ele precisa da ajuda de colegas, entre eles, outros políticos da região. Marcos grita e usa um garfo e até uma chave de fenda para tirar a sua parte íntima da situação que causa agonia. Muitas crianças teriam visto o material. O vereador Marcos Montibeller não quer falar a respeito do assunto. Alguns preferem dizer que isso foi um erro, mas que o mais importante é o trabalho político do peemedebista no Sul do país.

'Sacrifício' de órgão genital de político teria ocorrido após ele perder aposta

No vídeo, dá para perceber que existia uma festa no local onde tudo foi gravado.

Publicidade

Havia pratos e copos na mesa onde o pênis ficou preso. O político parecia estar embriagado e teria feito uma aposta. Como perdeu o ato, ele decidiu pagar o que prometeu e abriu a calça para realizar tal ato. Alguns eleitores da cidade dizem que ficaram com vergonha de verem a cena e lembram que o vereador deveria dar exemplo, especialmente em tempos em que tudo acaba vazando nas redes sociais. O vídeo dele acabou repercutindo com mais força através do WhatsApp.

Agora o assunto virou ordem da câmara local. Os parlamentares discutem o que pode ser feito como punição a respeito do caso. Apesar disso, a maioria afasta a possibilidade de o político ser caçado pelo ato, já que ele estava em um recinto fechado e não cometeu qualquer tipo de crime.

Veja abaixo o vídeo que mostra uma reportagem sobre o caso. A população da cidade está indignada com tudo o que ocorreu:

#grampeia órgão sexual