O cenário político brasileiro vive momentos de tensão aguardando a decisão do juiz federal Sérgio Moro sobre a condenação ou não do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A expectativa é que nos próximos dias seja dada a sentença e #Lula pode ser preso por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Uma informação preciosa está sendo divulgada pela revista IstoÉ. De acordo com a reportagem, foram apurados junto a integrantes da Operação Lava Jato a decisão do magistrado. Lula vai ser condenado a 22 anos de prisão.

O ex-presidente é acusado de receber propina da construtora OAS em troca de beneficiar a empresa em vários contratos com a Petrobras durante o tempo em que estava no poder.

Publicidade
Publicidade

O Ministério Público Federal (MPF) cita o valor de R$ 87,6 milhões recebidos por Lula, onde R$ 3,7 milhões foram destinado a uma reforma num triplex, na cidade de Guarujá, litoral de São Paulo.

Segundo a reportagem, um único detalhe impede, por enquanto, a publicação da decisão do juiz sobre a prisão do petista; o magistrado estaria analisando a pena a ser aplicada ao ex-ministro Antonio Palocci, que atualmente, está preso.

Defesa perdida

Os advogados de Lula já não possuem mais caminhos para tentar provar a inocência do petista. Eles chegam a fazer afirmações polêmicas e sem argumentos, como por exemplo, dizer que os procuradores usaram na divulgação da denúncia de Lula os mesmos requisitos aplicados por Hitler, quando ele falou sobre a elasticidade dos veredictos.

Mesmo a defesa do ex-presidente ressaltando que não existem provas para consolidar a condenação do seu cliente, o MPF tem fartos documentos que demonstram a ocultação da propriedade por Lula, que a todo momento, nega que o triplex seja dele.

Publicidade

O dono da OAS, Léo Pinheiro, afirmou a Moro que o triplex é de Lula e de sua esposa e as reformas foram feitas segundo os desejos deles. O advogado de Léo Pinheiro, José Luiz Oliveira Lima, disse que todos os gastos ocorridos na reforma eram descontados da propina que a empresa devia para o PT. Tudo isso, com a orientação do ex-presidente Lula.

Insistência

Lula insiste em dizer que é inocente e que não foi mostrada nenhuma prova contra ele até agora. Ele chegou a chamar de "piada" a forma como os procuradores mostraram sua denúncia. Lula revelou torcer para que Moro anuncie sua inocência. Porém, se a reportagem estiver correta, Lula estará a um passo da cadeia.

A decisão de Moro será proferida em breve.