A operação mais famosa do Brasil, a #Lava Jato, se tornou o grande pesadelo de partidos políticos corruptos e envoltos em grandes esquemas de corrupção e organização criminosa.

Com o comando do renomado juiz federal Sérgio Moro, a Lava Jato conseguiu punir líderes poderosos e temidos que abusavam do poder e nunca eram descobertos pela Justiça e, se descobertos, conseguiam se livrar facilmente.

A Operação descobriu um esquema de propina que envolvia a Petrobras e outras construtoras e que foi montado no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Vários políticos foram beneficiados com pequenos e grandes luxos através de contratos fraudulentos.

Publicidade
Publicidade

Foram abertas contas no exterior para movimentações de dinheiro público, campanhas eleitorais financiadas com caixa 2 e tudo isso com dinheiro que deveria ser usado para a saúde, educação e obras que melhorassem a vida do povo.

Com o avanço da Lava Jato, partidos que até então criticavam os corruptos, também foram descobertos em crimes de corrupção e as investigações, que antes ficavam apenas na estatal petrolífera, chegaram em outras empresas. O decorrer dos dias sempre trazem assustadoras revelações que causam turbulência no cenário político.

O pacto

O PT, o PSDB e o PMDB decidiram se unir e criar um pacto de sobrevivência após seus líderes estarem encrencados. O PMDB tem o objetivo de levar Michel #Temer até o fim do mandato e para isso tenta frear as investigações. O PSDB já sonha em voltar ao poder e também salvar o senador afastado Aécio Neves que está com um "pé" na cadeia.

Publicidade

O PT, praticamente acabado, só tem o ex-presidente #Lula para reerguê-lo e para isso, o partido precisa tentar evitar que Lula fique inelegível e pior de tudo que seja preso pelo juiz Sérgio Moro.

Sonho impossível

Dentro de um mesmo barco, os três partidos almejam obstruir a Lava Jato e se livrarem das condenações. Mas o sonho pode ser impossível. A Operação tem uma grande força e conquistou os brasileiros. O juiz Sérgio Moro demonstrou rigidez em seus atos e sabedoria para enfrentar a corrupção. Paralelo aos trabalhos do juiz, estão procuradores da República ávidos por destruir a corrupção alastrada no país, como Deltan Dallagnol e Carlos Fernando dos Santos Lima.

Lula já tentou várias maneiras de evitar que seus processos sejam julgados por Moro, e o presidente Michel Temer tem a sorte do foro privilegiado que evita que seus julgamentos ocorram na Justiça Federal do Paraná.