No outrora país onde as “diferenças” conviviam de forma harmônica, o Brasil vê essa condição de equilíbrio sendo cada vez mais prejudicada, principalmente devido aos acontecimentos políticos, que conseguiram polarizar a opinião pública sobre os rumos que toma a nação, e também pelo caos econômico instalado, que faz com que os ricos sejam cada vez mais ricos e os pobres cada vez mais miseráveis.

Diante de um cenário tão nebuloso, os centros acadêmicos e universidades brasileiros, que deveriam se preocupar unicamente com a formação de cérebros pensantes, agora está tendo que enfrentar ainda mais os cortes e orçamentos congelados por parte do governo; os seus reitores têm de se desdobrar frente à agressividade político-doutrinária de alguns e rechaçar comportamentos hediondos calcados no ódio e intolerância contra o próximo. [VIDEO]

É exatamente por uma situação semelhante à descrita acima que Jairo José Campos da Costa, reitor da #Uneal (Universidade Estadual de Alagoas) está passando.

Publicidade
Publicidade

Na última quarta-feira, dia 26 de julho, a instituição de ensino universitário recebeu um telefonema anônimo, deixando a todos surpresos com a ameaça de que, se o ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva receber o título de "Doutor Honoris Causa” das mãos de Costa, esse último será assassinado.

O reitor em questão avaliou a situação por meio de nota oficial reconhecendo o caráter mortal na ligação em que a pessoa que estava do outro lado da linha disse que ele estaria morto no dia seguinte a entrega da homenagem a Lula.

Ainda, de acordo com o exposto pelo reitor, a entrega do título ao político brasileiro obteve a aprovação unânime por meio democrático do Conselho Superior da universidade. Tanto é assim que a decisão oficial foi veiculada no distante ano de 2012 pelo “Diário Oficial de Alagoas”.

Publicidade

Jairo José fez questão de ir à delegacia da cidade Arapiraca e registrar um boletim de ocorrência, aproveitando o momento para solicitar o rastreamento da chamada com o objetivo de se descobrir quem o ameaçou por telefone.

O reitor também comunicou o ocorrido a Renan Filho, filiado ao #PMDB e que é o atual governador de Alagoas no Nordeste.

Vale frisar de que a Uneal não é a única instituição de ensino que prestou homenagens a Lula, antes, porém, algumas outras universidades até já o fizeram, como a de Coimbra, em Portugal; a universidade espanhola de Salamanca; a Federal do ABC (UFABC), região metropolitana de São Paulo e por último, a de Aquino, no país vizinho da Bolívia, o que só comprova que o ex-presidente brasileiro conseguiu pavimentar com sucesso a percepção positiva que os demais países têm sobre ele.

Por outro lado, a violência, historicamente falando, não tem sido ao longo de uma linha de tempo, o remédio comprovadamente adequado para se resolver os problema em um estado democrático de direito.