O #Ator global Oscar Magrini recusou uma proposta de trabalho feita pela Rede #Record. O trabalho seria firmado em um contrato de longo prazo e daria para o ator o papel em uma nova novela, como um dos atores principais. A próxima novela do canal de Edir Macedo é bíblica e terá o nome de "Apocalipse". A proposta da Rede Record, foi, ao que tudo indica, "generosa".

O ator global resolveu recursar o convite, pois está no momento focado com trabalhos na Rede #Globo. No canal "Multishow", o programa "Vai que Cola" conta com a participação do ator. Além disso, há ainda trabalhos no teatro, Oscar Magrini está atuando em "O Gatão da Meia-Idade".

Publicidade
Publicidade

Com a agenda lotada, o ator preferiu recursar o convite, ele não iria conseguir conciliar tantos trabalhos.

Na Rede Globo, o ator teve seu último papel na novela "Malhação: Pro dia Nascer Feliz".

Procura por globais

A Rede Record está procurando atores que se desvincularam da Rede Globo ou que assinaram contrato com a emissora por obra. A nova novela "Apocalipse" virá para substituir "O Rico e o Lázaro", e será escrita por Vivian de Oliveira e dirigida por Edson Spinello.

Polêmica envolvendo Oscar Magrini

O ator participou, este ano, do programa de Fátima Bernardes, intitulado "Encontro". A apresentadora não teria gostado quando o ator se pronunciou sobre o assunto de assédio sexual. Magrini teria dito que não seria só no Brasil, mas em todo lugar que quando a mulher é "bonita", ela é assediada.

Publicidade

Oscar Magrini teria se explicado de forma confusa quando falou de assédio. Ele começou tentando defender os direitos das mulheres afirmando que ela tem o direito de usar roupas curtas e ainda parabenizou uma campanha contra o assédio a que famosas aderiram. Oscar disse que a sociedade é machista e no final de seu pronunciamento disse que a mulher tem que saber se colocar para não instigar um homem.

Ao receber a frase do ator, Fátima Bernardes disse que "mais do que instigar", o homem deve sempre respeitar a mulher, ela usando roupas curtas ou não. Rapidamente o ator se corrigiu, ele afirmou que a liberdade de um, termina quando começa a do outro, e que isso não dá o direito do homem tocar em uma mulher.

O episódio sobre esse tema foi tratado quando houve um escândalo envolvendo José Mayer. O ator foi acusado de assédio sexual por uma das funcionárias da Rede Globo, ele chegou a pedir desculpas ao público e seu caso foi muito noticiado pelos jornais e redes sociais..