Publicidade
Publicidade

O deputado federal Jair Bolsonaro [VIDEO] (PSC-RJ) sempre teve dificuldades em repetir entre os eleitores mais velhos, acima de 45 anos, o mesmo sucesso que apresentava entre os mais novos.

Mas a última pesquisa nacional para a Presidência da República [VIDEO], divulgada pelo instituto Paraná Pesquisas, na última quinta-feira (27), mostra crescimento de Bolsonaro e queda de Lula (PT) entre os mais velhos.

O levantamento do Paraná Pesquisas ouviu 2.020 eleitores com 16 anos ou mais, em 156 cidades brasileiras, entre os dias 24 e 27 de julho. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Crescimento

Na pesquisa do mesmo instituto, em maio, Bolsonaro tinha 9,6% dos votos entre os eleitores de 45 a 59 anos.

Publicidade

No levantamento de julho, o pré-candidato saltou para 16%. Lula, por outro lado, caiu de 26,8% para 24,3%.

Entre os eleitores com 60 anos ou mais, o deputado federal pelo Rio de Janeiro tinha apenas 8,8% em maio. Neste mês, saltou para 15,1%. Nesta faixa etária, Lula tinha 28,6%, mas agora caiu para 19,9%.

Bolsonaro também cresceu entre os eleitores com idade entre 35 a 44 anos. Em maio, ele apresentava 15,9%. Em julho, subiu quase seis pontos percentuais e chegou a 21,6%.

Mais velhos

Os adversários de Bolsonaro usam dois argumentos para atacar o pré-candidato: o primeiro é que ele representa um atraso para o país, com ideias ultrapassadas. O segundo argumento é que os eleitores de Bolsonaro são adolescentes mimados.

O levantamento do Paraná Pesquisas, por outro lado, mostra que o parlamentar avança entre os eleitores mais velhos, enquanto o principal adversário, Lula, perde terreno.

Publicidade

Força nas redes

A explicação mais simples sobre a quantidade de votos que Bolsonaro receberia entre os mais jovens e entre os mais velhos é a força do parlamentar nas redes sociais.

Só no Facebook, ele é seguido por mais de quatro milhões de pessoas. A maioria delas, jovens. Os mais velhos, que não são tão habituados às redes sociais, pouco sabem sobre o parlamentar e isso pesa na hora de dizer em quem votaria.

Para vencer a disputa presidencial do ano que vem, Bolsonaro e seus aliados sabem que o pré-candidato terá que ter muitos votos entre todas as faixas etárias. Na atual pesquisa, o parlamentar equilibrou isso com queda entre os mais jovens e crescimento entre os mais velhos.

No final das contas, Bolsonaro, que deve se mudar para o Partido Ecológico Nacional (PEN), melhorou seu desempenho nos dois cenários pesquisados pelo Paraná Pesquisas. #Eleições 2018 #Bolsonaro2018 #Bolsonaro x Lula