Um dos políticos nordestinos mais "polêmicos" e "intempestivos" do Brasil também se expressou a respeito da decisão do juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato e titular da décima terceira Vara Criminal da Justiça Federal de Curitiba, no Paraná, em alusão à condenação do ex-presidente da República, Luiz Inácio #Lula da Silva, com base no processo que envolve o apartamento luxuoso tríplex, localizado em Guarujá, no litoral do estado de São Paulo. Trata-se de Ciro Gomes (PDT-CE) e um dos prováveis presidenciáveis nas próximas eleições em 2018. Nesta quarta-feira (12), Lula foi condenado a cerca de nove anos e seis meses de prisão.

Publicidade
Publicidade

Manifestação de Ciro Gomes

O ex-ministro petista e ex-governador do estado do Ceará, Ciro Gomes (PDT-CE), afirmou, através de uma nota emitida por sua assessoria de imprensa, que a condenação de Lula poderia carretar uma grande revolta por parte dos simpatizantes de Lula, já que se assemelharia a uma estranhíssima e patológica euforia daqueles que odeiam ao ex-presidente, em detrimento de uma grande perplexidade da maioria do povo brasileiro que não conseguiria compreender uma sentença sem que houvesse uma prova cabal e simples, de modo que todos poderiam entender como a base de uma prova considerada justa, segundo a nota atribuída ao político cearense.

Entretanto, Ciro Gomes ressaltou que acredita e torce para que o ex-presidente Lula consiga provar a sua inocência, embora não o considere inocente em relação a ser visto como o grande responsável político pelo momento terrível enfrentado pelo país.

Publicidade

Ciro Gomes, a partir de suas declarações, fez entender que Lula, foi, de certa forma, culpado pela ascensão à Presidência da República, do atual mandatário do país, #Michel Temer.

De acordo com a nota emitida por Ciro, Lula teria sido traído, porém, somente a ele se imputaria a imposição de um corrupto considerado de grande notoriedade na linha sucessória que realça ao cargo de presidente do Brasil, como no caso de Michel Temer.

O "presidenciável" ressaltou ainda em sua nota que ninguém estaria acima da lei e imune ao alcance da Justiça, porém, a condenação de Lula proporcionaria a seus simpatizantes uma grande revolta, além de que isto não signifique que Lula não possua direito ao devido processo legal e que ele deva agir recorrendo juridicamente às instâncias superiores, que possam. de todo modo, preservar a franquia democrática inerente ao devido processo legal, com a possibilidade de que Lula prove a sua inocência, constando que seja desde já motivo de sua torcida (Ciro). Ao final, Ciro Gomes ponderou que o ódio seria algo relativo ao pior conselheiro num momento em que o povo brasileira esteja amargando uma crise política tão séria. #CiroGomes