O deputado federal Jair Messias #bolsonaro é o grande nome da direita para as eleições presidenciais em 2018, porém uma pesquisa feita pelo 'Datafolha' pode tirar esse grande favoritismo do pré-candidato a presidência da República, e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que é o pré-candidato mais votado nas pesquisas de possíveis presidenciáveis terá de se preocupar pelo fato que um possível nome se torna cada vez mais forte dentro do cenário em que os integrantes da direita política dominam.

Surgimento de um novo e antigo nome

Quem surgiu na pesquisa do 'Datafolha' como o favorito possível candidato à presidência da República em 2018 foi um novo nome na política, porém um antigo nome para o povo brasileiro, Sérgio Moro é conhecido por conduzir a operação Lava Jato no estado do Paraná e ficou ainda mais especulado nas pesquisas presidenciais quando seu nome foi se popularizando.

Publicidade
Publicidade

O juiz federal não assumiu nenhum compromisso com a política e afirmou que depois do encerramento da operação Lava Jato irá fazer outras coisas em sua vida, porém não falou como pretende agir após se aposentar como magistrado.

Muitos apoiadores da operação Lava Jato gostariam de uma candidatura do Sérgio Moro em 2018, mas isso é muito improvável, até porque as investigações estão em andamento e, possivelmente, não acabará todas até o ano das eleições.

Opinião de Moro

Sérgio Moro vem aparecendo muito na mídia por causa da investigação sobre o ex-presidente Lula, tanto que a sentença final do caso do tríplex no Guarujá, Litoral de São Paulo, será dada em breve.

O juiz federal já foi questionado sobre a sua popularidade e muitos discordam que ele apareça tanto na mídia, já que um juiz deve julgar e não ser popular, pois não toma decisões a partir de sua índole e sim partindo das leis que regram o país.

Publicidade

A resposta de Moro foi que ele não buscou tamanha popularidade, mas isso se dá pelo fato de pouquíssimos políticos serem honestos e quando os brasileiros vão procurar exemplos, acabam se apegando aos magistrados.

O juiz afirmou que está focado em finalizar a operação Lava Jato e busca provas para dar a sentença final ao caso do ex-presidente Lula, que pode ser dada a qualquer momento, e a revista 'IstoÉ' especulou que Sérgio Moro dará 22 anos de prisão ao ex-presidente, porém qualquer decisão será explosiva midiaticamente, até porque se Lula for condenado em segunda instância não poderá mais se candidatar a qualquer cargo político. #Eleições 2018 #Sergio Moro