Na quinta-feira (20), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva [VIDEO] concedeu uma entrevista aos jornalistas José Trajano, Juca Kfouri e Antero Greco. O petista falou sobre a sua condenação pelo juiz Sérgio Moro [VIDEO], sobre os bens bloqueados por determinação do juiz, e de vários outros assuntos como as chances do deputado federal Jair Bolsonaro vencê-lo nas próximas eleições, caso confirme-se a candidatura dos dois.

De acordo com o ex-presidente, a Operação Lava Jato possui um forte esquema de comunicação que nenhum político tem. Tudo sai no jornal e a operação está destruindo o país, afirmou #Lula. Ele disse que sofre perseguições diárias e, até agora, ninguém provou nada contra ele.

Publicidade
Publicidade

Em seus atos, Lula e a cúpula do PT têm atacado Moro. Chegaram a chamá-lo de covarde.

Vale ressaltar, que a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) repudiou os ataques de Lula e seus aliados contra Sérgio Moro. O presidente da Associação chegou a enviar uma nota dizendo que Moro tem o apoio de todos os juízes e que suas decisões estão dentro dos critérios das investigações.

Dono da Globo

Durante a entrevista, Lula revela um encontro com o dono da Rede #Globo, João Roberto Marinho. A conversa entre eles aconteceu na casa do ex-ministro Antonio Palocci, que está ainda em negociação com a Justiça para uma possível delação premiada.

Nesse encontro, Lula quis saber do empresário por que a Globo estava dando tanto destaque para os protestos de 2013, que reuniram milhões de brasileiros contra a corrupção, sendo que a emissora não se importou tanto nem com a cobertura do enterro do dono da emissora.

Publicidade

Lula ainda ressaltou que a emissora chegou a suspender até a grade da novela, o que era impossível disso acontecer.

Veja o vídeo:

Segundo Lula, Marinho comentou que aquilo era apenas um estado de espírito, onde as pessoas queriam ir e não teve como não cobrir. O petista disse que não acreditou nisso e se sentiu enganado. Ele disse que sempre teve uma relação boa com toda essa gente e que além dos trabalhadores terem ganho bastante no período do governo dele, os empresários também tiveram ganhos expressivos. Lula evitou de falar dos milhões de desempregados que o governo petista deixou para seus sucessores.

Eleições

Lula criticou Bolsonaro dizendo que ele não disputa e se disputar não consegue vencer. Para o ex-presidente, Doria não é nada. Nas últimas pesquisas, Bolsonaro tem surpreendido com um aumento considerável na intenção de votos. Em alguns estados, ele já está em primeiro lugar.

Lula afirmou que caso não puder concorrer, Fernando Haddad tem chance de sair no lugar dele. #Eleições 2018