#Paulo Coelho é um dos escritores brasileiros reconhecidos mundialmente pelos seus excelentes trabalhos, Paulo Coelho, resolveu gravar um vídeo e postar uma mensagem para o procurador-geral da República, #Rodrigo Janot.

No início deste mês, Janot concedeu uma entrevista à Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) dizendo que iria continuar firme em suas ações até o fim do seu mandato, que termina no mês de setembro. Janot prometeu que lutaria contra a corrupção e não daria moleza para os corruptos. Correndo contra o tempo, o procurador-geral da República afirmou que pretende concluir os processos em andamento e ressaltou em uma frase a sua dureza com os suspeitos de esquema criminoso: "Enquanto houver bambu, lá vai flecha", disse ele.

Publicidade
Publicidade

Na segunda-feira (10), o escritor publicou em seu Twitter uma recado para o procurador. No começo da gravação, Coelho atira uma flecha em um alvo e depois olha para a câmera e fala que se o procurador precisar de mais flechas é só pegar com ele, que ele tem bastante a disposição do ministro. Paulo ainda disse que fabrica as suas flechas.

Coelho agradeceu o trabalho do procurador-geral da República e ressaltou que não falta alvo para ele utilizar as flechas. O escritor lamentou o curto tempo que existe até setembro, para que Janot possa cumprir todas as suas missões contra os corruptos. "Que Deus te abençoe nesse seu trabalho", disso o renomado escritor.

Janot no calcanhar de Temer

Rodrigo Janot revelou em conversa com alguns parlamentares que uma segunda forte denúncia contra o presidente Temer está ganhando materialidade.

Publicidade

De acordo com o procurador, as delações do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, e do doleiro Lúcio Funaro, serão de suma importância para comprovar o depoimento do empresário Joesley Batista.

Em uma gravação, Joesley fala para Temer sobre uma mesada milionária que foi repassada para o ex-deputado Cunha.

Raquel Dodge

Nesta quarta (12), a subprocuradora Raquel Dodge participará de uma extensa sabatina no Senado. De acordo com os parlamentares, ela disse que defenderá a Operação Lava Jato e irá fortalecer as investigações. Um detalhe que ela se mostrou diferente de Janot é a exposição desnecessária. O vazamento de informações é uma das principais críticas dela ao atual procurador-geral da República.

Nos últimos dias, ela passou pelo gabinete dos senadores mostrando que está pronta para assumir o Ministério Público Federal (MPF). #Brasil