O deputado federal Jair Messias Bolsonaro já esboçou o seu desejo de ser presidente da República eleito nas eleições de 2018, porém, apesar do pré-candidato ser um dos mais cotados para o cargo mais alto do poder executivo, ainda enfrenta um grande problema, pois não tem um partido para disputar o cargo no ano que vem, isso se dá porque o seu atual partido (PSC) teve um desentendimento com a família Bolsonaro, e os mesmos afirmaram sua mudança até o final do ano.

O parlamentar Jair Bolsonaro já chegou a cogitar sua candidatura em alguns partidos, assim como o 'Muda Brasil', porém, este ainda não é existente, pois aguarda aprovação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Publicidade
Publicidade

O deputado teme que o partido ainda não esteja legalizado até a época dos lançamentos de campanha, por isso, Bolsonaro já conversa com um novo partido.

Novo partido

Jair Bolsonaro afirmou que está ''namorando'' com o PSDC, partido que pertence ao José Maria Eymael, conhecido como democrata cristão, pois já disputou pela presidência nas eleições de 2010, porém, não obteve êxito na sua disputa e acabou como um dos últimos colocados na corrida presidencial.

O deputado federal estuda levar toda sua família para o partido, já que o 'Muda Brasil', que seria o ideal para Bolsonaro, talvez não esteja pronto até o ano que vem, mas o que implica é que os acompanhadores do trabalho do parlamentar admiram a honestidade do próprio, pois a família de Bolsonaro não possui nenhum envolvimento em esquemas de corrupção, e o partido 'PSDC' está sendo investigado pelo fato de Eymael ter recebido dinheiro de caixa 2 na sua campanha presidencial em 2010.

Publicidade

Pesquisas

O ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, vinha liderando com folga as pesquisas presidenciais, mas uma nova feita pelo portal 'DataPoder360' mostrou que o deputado federal Jair Messias Bolsonaro está empatado tecnicamente com o ex-presidente, o qual ainda lidera, mas com o parlamentar encostado.

Um segundo turno muito provável será entre Bolsonaro e Lula, mas ainda não foram feitas pesquisas sobre eventuais segundos turnos, porém, ambos pré-candidatos têm apoiadores muito fortes, isso se dá porque o petista Lula tem toda a base da esquerda apoiando-o, enquanto Bolsonaro tem toda a base da direita e outros que discordam totalmente de Lula, mesmo não sendo de esquerda.

O ex-presidente Lula pode não ser candidato se for condenado em segunda instância no processo em que foi condenado a 9 anos e meio de prisão pelo juiz federal Sérgio Moro, no âmbito da operação Lava Jato. #Eleições 2018 #Bolsonaro2018 #pesquisa presidencial