O deputado federal Jair Bolsonaro acabou virando notícia em todo o país por conta de um "ato falho" nesta quarta-feira (12). O político acabou dormindo enquanto os colegas estavam discutindo um importante tema na Câmara dos Deputados, em Brasília. O sono, segundo informações do jornal 'O Globo', teria acontecido na noite desta terça-feira (11). Na coluna do jornalista Lauro Jardim, ironicamente, o repórter lembra que o deputado federal foi militar e que em exercício dormir para os militares é visto como crime. No momento da soneca, eram votadas algumas medidas provisórias na Câmara.

Afinal, por que Bolsonaro dormiu em pleno trabalho? Um detalhe pode responder essa questão

Horas antes de ser flagrado dormindo, #Jair Bolsonaro chegou à Brasília de uma viagem ao Mato Grosso do Sul.

Publicidade
Publicidade

As horas de voo e a agenda lotada no estado podem explicar o tamanho cansaço de Bolsonaro. É claro que a situação virou alvo de ataques políticos contra o parlamentar do PSC, que é uma espécie de pré-candidato à presidência da República. O internauta abaixo, por exemplo, questiona se é mesmo esse tipo de pessoa que os brasileiros querem para assumir o mais alto posto político no Brasil. Em seguida, o internauta alega que Jair estaria tão preocupado com o país que até dormiu. Veja a mensagem publicada pelo eleitor em seu Twitter:

Lula é condenado a 9 anos de prisão e 'Bolsonáticos' comemoram

Nem tudo foi tristeza e soneca no dia de Bolsonaro.

Publicidade

O dia na #Política foi razoavelmente cheio. Isso porque o juiz federal Sérgio Moro acabou condenando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT). A condenação foi a mais de nove anos de prisão referente ao caso do tríplex. Lula nega que seja dono do apartamento no Guarujá, no litoral de São Paulo, mas para Sério Moro há evidências concretas de que o político foi mesmo beneficiado.

Os que apoiam Bolsonaro - conhecidos como 'Bolsonáticos' - fizeram piada em torno do assunto. Muitos comemoraram a decisão de prisão a Lula, que ainda pode recorrer à sentença de Sérgio Moro em liberdade. Veja abaixo um twitte que mostra uma brincadeira a respeito do tema.

O impeachment de Dilma e a perda de credibilidade do PT

A decisão de prisão a Lula é dada após a ex-presidente Dilma Rousseff sofrer um longo processo de impeachment. O Partido dos Trabalhadores acabou perdendo credibilidade e força na política brasileira, segundo analisam a maior parte dos especialistas. A decisão de Moro é mais um duro "golpe" na legenda.