O deputado federal Jair Messias #bolsonaro é considerado como pré-candidato à presidência da República, porém, ainda não anunciou sua candidatura porque a Justiça eleitoral brasileira não permite que pré-candidatos façam campanha antecipada para concorrer às eleições, e o cenário eleitoral de 2018 está se construindo, sendo que diversos possíveis candidatos já são cotados, um deles é o ex-presidente da República, Luiz Inácio #Lula da Silva.

Um fator balançou o cenário eleitoral de 2018, isso se dá porque o juiz federal Sérgio Moro, responsável pela operação Lava Jato, no Paraná, condenou o ex-presidente Lula a 9 anos e meio de prisão e utilizou a lei da lavagem de dinheiro para impedir que o petista se eleja a qualquer cargo público durante 19 anos, o que fez muitos já desconsiderarem o ex-presidente nesta disputa, o qual ainda pode revogar a sentença, pois foi em primeira instância.

Publicidade
Publicidade

Polêmica do Bolsonaro

O parlamentar já desconsidera a candidatura de Lula [VIDEO] nas eleições de 2018 e já começou a atacar o prefeito de São Paulo, João #Doria, que possivelmente será o candidato do PSDB na disputa presidencial. Doria havia falado que a melhor derrota para o ex-presidente seria nas urnas em 2018, porém Bolsonaro não concordou com essa fala.

Jair Bolsonaro afirmou que Lula não tem que perder nas urnas porque não merece nem a chance de se candidatar e que a disputa presidencial não pode envolver o nome do petista. O deputado ainda relembrou o mensalão quando citou que, se deixar Lula ser candidato no ano que vem, vai ser a mesma coisa de dar uma segunda chance para o mesmo, igual quando aconteceu no escândalo do mensalão.

Pesquisas presidenciais

Nas pesquisas para possíveis presidenciáveis no cenário de 2018, a grande maioria quem lidera é o ex-presidente Lula, com cerca de 30% das intenções de votos, seguido por Jair Messias Bolsonaro, o qual fica com cerca de 20% e João Doria costuma aparecer, de vez em quando, sempre pela terceira posição quando a pesquisa é feita no estado de São Paulo.

Publicidade

Nas novas pesquisas presidenciais deve haver uma grande mudança porque Lula não deve ser mais considerado em todas elas, e quando posto em uma possível votação, terá que se criar um outro cenário desconsiderando o petista, já que há grandes chances de que o próprio seja condenado em segunda instância antes das eleições de 2018, já que o Tribunal Regional Federal da 4ª Região irá analisar a sentença de Moro.