O ex-ministro do governo [VIDEO] de Lula e Dilma e ex-presidiário, #José Dirceu, estaria com muito "medo" do ex-ministro, também petista, Antonio #Palocci. O motivo para a "frustração" é o acordo de delação premiada que está sendo firmado entre o Ministério Público Federal (MPF) e Palocci. O processo de delação do ex-ministro poderá incriminar ainda mais o Partido Dos Trabalhadores (PT) e mostrar mais acontecimentos desde a época do mensalão. Com o acordo de delação, Palocci poderá cumprir sua pena de 12 anos de cadeia através do regime domiciliar.

Até agora, vários petistas que se envolveram na Justiça omitiram informações comprometedoras a respeito de Lula e do PT, mas a delação do Palocci pode comprovar o contrário já que o ex-ministro quer "melhorar" a sua pena, e para isso poderá "desmascarar" Lula e apresentar "falcatruas" do PT.

Publicidade
Publicidade

A questão é que José Dirceu não estaria nada feliz com esse acordo de Palocci com o MPF. Mostrando-se tenso, Dirceu está com receio do futuro. Quando estava na cadeia, José Dirceu já se mostrava apreensivo com a situação de Palocci, mas tinha o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, para o acalmar. Agora, a situação piorou ainda mais. Além de Palocci fechar o acordo de delação, uma "nova delação do fim do mundo" pode vir a tona, envolvendo #Eduardo Cunha. O deputado cassado também está no processo de colaboração premiada com o MPF e Cunha poderá comprometer cerca de 50 deputados com suas acusações.

Um fato que chamou atenção sobre Dirceu e que provocou "irritação" em Lula foi o fato do ex-ministro ter gravado um áudio, afirmando que com a saída de Temer do poder, o PT iria "retomar no governo do Brasil".

Publicidade

A irritação de Lula se deu a partir do entendimento de que a fala poderia ajudar Temer, já que grande parte dos deputados não apoiam o PT e poderiam votar contra a denúncia apresentada pela Procuradoria Geral da República por medo de ter o PT de volta no poder.

Na mira de Palocci

A delação de Palocci coloca o ex-ministro de Dilma e Lula, Guido Mantega, na mira da Justiça. Mantega teria montado uma espécie de central de vendas durante o governo dos petistas e sua ação teria beneficiado bancos. O objetivo era angariar apoio. Quando soube que poderá ser acusado, o ex-ministro disse que vê a situação com "estranheza".

Ainda não se sabe, mas se Dirceu está tenso com a delação de Palocci, pois acontecimentos envolvendo o seu nome também podem ser revelados. Dirceu é petista há muitos anos e se tornou uma figura simbólica para o PT.