Nesta última quinta-feira, 27 de julho, Jairo José Campos da Costa utilizou suas redes sociais para relatar uma espécie de ameaça que teria sofrido. Costa é reitor da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal) e foi quem deu um passo à frente para conceder um título de Doutor Honoris Causa ao ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva, condenado a nove anos e seis meses por crimes de #Corrupção.

O reitor escreveu em uma postagem através da rede social Facebook, que por volta das 14 horas e 30 minutos desta última quarta-feira (26), ele recebeu uma ligação telefônica através do telefone da universidade, a ligação continha tons de ameaça.

Publicidade
Publicidade

Costa enfatizou que disseram que ele seria um "homem morto", caso Lula recebesse este título.

Tudo indica que no dia 20 de agosto, quando Lula [VIDEO]for fazer uma visita a Alagoas, o reitor da universidade preparará a cerimônia para entregar o prêmio. A viagem de Lula é para enfatizar que o condenado é "vítima" do Ministério Público Federal, Polícia Federal e Judiciário, e ainda, fazer campanhas eleitorais para uma possível candidatura que poderá ocorrer no próximo ano. Lula foi condenado a prisão pelo juiz federal Sérgio Moro, em âmbito das investigações da Operação Lava Jato. O ex-presidente é acusado de receber propina através da empreiteira OAS e participar de esquemas ilícitos envolvendo corrupção e lavagem de dinheiro.

A Delegacia de Polícia Civil de Arapiraca registrou um boletim de ocorrência emitido pelo reitor e a ligação poderá ser rastreada, quem também poderá se envolver no caso é o governador Renan Filho (PMDB), o político foi comunicado para que medidas que garantam a segurança do reitor sejam tomadas com a Secretaria de Segurança Pública do Estado.

Publicidade

Quem é o reitor?

Jairo Campos da Costa é um dos dirigentes do PCdoB no estado de Alagoas. Ele deixou bem claro que irá conceder esse título a Lula pois o Conselho Superior da Uneal aprovou o procedimento de forma respeitosa com as regras da universidade.

Em nota, Jairo afirmou que lamenta posturas de ódio envolvendo a política e teve o apoio, como uma forma de solidariedade, do reitor da Universidade Federal do Alagoas, José Vieira.

Vieira também utilizou as redes sociais para "desabafar" da ameaça sofrida pelo colega de profissão e enfatizou que grupos conservadores pregam "ódio" contra pessoas e até instituições. Em suas palavras houve também um discuso enfatizando que os "tempos de trevas" devem ser "varridos".

O que o leitor acha sobre a postura do reitor da universidade?

#Crime