Na intimação expressa por Sérgio #Moro, no dia 12 de julho, Lula foi condenado a nove anos e seis meses de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, referente ao caso do triplex, o ex-presidente deixou um recado para o juiz Moro. Após assinar o documento, o petista escreveu ao lado: “Pretendo recorrer”.

O recurso de Lula após ser intimado

A declaração registrada na tarde desta quarta-feira (19/07), no TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), garante que Luiz Inácio #Lula da Silva recebeu a intimação de sua sentença de prisão. O documento relata que o avaliador certificou o recebimento da intimação de Luiz Inácio Lula da Silva, o qual teve conhecimento total do teor do mandado e disse que pretende apelar da referida sentença.

Publicidade
Publicidade

A nota apresenta que foi realizada uma tentativa de contato telefônico no dia 14 com o senhor Moraes, segurança do intimado, porém ele disse que Lula estava viajando e retornaria somente no dia de hoje. Por esse motivo, a intimação só foi realizada hoje.

Após a assinatura do ex-presidente, o Oficial de Justiça, Luiz Henrique de Santes, menciona que Lula declarou a sua intenção em apelar contra a sentença de Sérgio Moro e ainda diz que “recebeu a contrafé oferecida mediante assinatura no protocolo do mandado”, no instante em que escreveu que tinha o propósito de recorrer. Agora com o recebimento da sentença, os advogados do petista terão até oito dias para entrar com um recurso na Justiça.

O ex-presidente foi condenado por crime de corrupção passiva pelo recebimento de vantagem indevida do Grupo OAS em resultância de um crime de lavagem de dinheiro e do contrato do Consórcio CONEST/RNEST com a Petrobras, envolvendo a sonegação e dissimulação da posse de título do triplex, e também do beneficiário das reformas realizadas.

Publicidade

Os executivos Léo Pinheiro e Agenor Franklin Medeiros, foram condenados por, respectivamente, corrupção e lavagem de dinheiro, a 10 anos e oito meses; corrupção ativa a seis anos. José Adelmário Pinheiro também faz parte desta lista, e todos mencionados anteriormente são da OAS.

O dia não foi bom para o ex-presidente

Ainda no dia de hoje, o juiz Moro determinou a apreensão de até R$ 10 milhões do ex-presidente, valor qual envolve um terreno de Lula e seus três apartamentos, todos localizados na cidade de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. E além dos imóveis, dois veículos também entraram nessa lista. #Política