Neste sábado (15), o deputado Vicente Cândido (PT-SP) apresentou na Comissão de Reforma Politica um relatório que pode revelar a manobra do partido para proteger Lula da prisão. O artigo propõe que não se deve prender candidatos políticos até oito meses antes da eleição. No caso do ex-presidente, cujo processo no TRF4 demora em torno de quinze meses, significaria um subterfúgio para esquivar-se da condenação imposta por Sérgio Moro.

Um candidato só poderá ter sua candidatura impedida pela lei de ficha limpa caso tenha sido condenado em segunda instancia. Então, Lula seria completamente capaz de concorrer à corrida presidencial em 2018.

Publicidade
Publicidade

A oposição replicou essa manobra com severas críticas e diversos políticos se mostraram contra ao artigo mencionado pelo companheiro. Alguns deputados têm a certeza de que a emenda não será aprovada, pois altera drasticamente o artigo 236 do código eleitoral. A 'Emenda Lula', como está sendo chamada pela oposição, não protegerá somente o Lula e sim todos os políticos em julgamento nas vésperas de eleição.

Cândido afirma que o relatório não tem a incumbência de proteger somente Lula, e sim todos os políticos que estão sendo alvos de uma “política policialesca”, como assim descreve o deputado. Um ataque a prefeitos e vereadores por delegados ou promotores visando atingir a lei da ficha limpa, impedindo a próxima candidatura dos eleitos e se beneficiando da fama para poder sair candidatos nas próximas eleições, poderia fracassar.

Publicidade

Apesar da manobra ter sido orquestrada com cuidado, os colegas de Cândido declararam que não foram consultados sobre a mudança do artigo, e alegam que a proposta é indecente.

Correria

A Reforma será votada no dia 3 de agosto de 2017 pela comissão da Câmara e para que a emenda entre em vigor a tempo de beneficiar Lula será necessária ser aprovada por dois terços dos deputados no plenário (342 de 513) até o mês de setembro. Para isso, a defesa do petista está articulando para agilizar os tramites do processo.

Contestação

A oposição vem se organizando para combater o relatório de Cândido e, com muita movimentação, diversos deputados vêm se manifestando contra a emenda publicamente, afirmando ser uma provocação, algo que foge do bom senso. Enquanto que os apoiadores da causa, quando procurados, evitam fazer alarde alegando que não querem repercutir o assunto. #Lula2018 #Lulaparapresidente #CondenaçãodeLula