Um vereador da cidade de Assis, interior de São Paulo, acabou entrando com um pedido ao Tribunal de Justiça de São Paulo para receber indenização por danos morais. Segundo o vereador, ele foi ofendido, colocando-se em situação constrangedora, quando um outro parlamentar, da oposição, teria criado um meme. A palavra meme é direcionada a fotos, imagens ou gifs que transmitem uma mensagem ou ideia de caráter humorístico.

O vereador enfatizou que o outro parlamentar, responsável pelo jogo humorístico, fez isso para denegrir sua imagem e de outros colegas que também aparecem na foto. A imagem do meme é de uma pizza na qual está sendo fatiada em seis pedaços, em cada fatia da pizza há a imagem de um parlamentar.

Publicidade
Publicidade

Os políticos mostrados na imagem seriam aqueles que votaram contra uma denúncia que seria para abrir um processo administrativo contra o prefeito da cidade de Assis, José Aparecido Fernandes (PDT). O meme questionava o fato daqueles parlamentares se posicionarem contra essa denúncia, não deixando com que o prefeito fosse investigado.

Na imagem está a seguinte pergunta: "O que ganharam impedindo a investigação do prefeito de Assis?". O parlamentar da oposição que é acusado de ter criado a imagem disse que apenas compartilhou com outra pessoa o meme, mas também não soube dizer quem, de fato, criou.

O vereador tentou mostrar para a Justiça que é vítima e disse que isso seria uma represália por ele ter votado contra a abertura do processo administrativo contra o prefeito.

Resposta da Justiça

O relator do processo, José Araldo da Costa Telles, afirmou que por se tratarem de pessoas públicas, deveriam estar preparados para receber críticas.

Publicidade

Telles enfatiza que imagens humorísticas como essa são produzidas corriqueiramente no Brasil e que as pessoas utilizam disso como uma crítica ao setor político brasileiro.

Outros parlamentares que apareceram nas imagens também resolveram entrar na Justiça, mas todos tiveram o pedido de indenização negado.

Memes no Planalto

Os #memes são encontrados facilmente em redes sociais como o #Facebook e o Twitter. A Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República notificou várias páginas de humor da internet por estarem utilizando fotos oficiais do #Governo para criarem memes sem colocar os créditos ao autor.

Segundo o Planalto, essas notificações não significam que estão na tentativa de censurar os memes da internet. Duas páginas que foram notificadas pelo governo foram a "Ah Negão!" e "Capinaremos".