Ministro-chefe da Casa Civil, #Eliseu Padilha demonstrou confiança de que o governo irá vencer a votação e barrar a denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB) na Câmara dos Deputados.

Em entrevista ao portal G1, o ministro disse ter “absoluta certeza” de que a base do governo irá rejeitar a denúncia de #Corrupção passiva apresentada contra Temer apresentada pelo Procuradoria-Geral da República ao Superior Tribunal Federal (STF).

Para a denúncia ser acatada e seguir para o STF, são necessários os votos de 342 dos 512 deputados da casa. As mais recentes apurações mostram um placar que indica ao menos 220 favoráveis ao presidente, o que automaticamente barraria a denúncia de chegar ao tribunal.

Publicidade
Publicidade

Durante a entrevista com o portal, Padilha também demonstrou tranquilidade sobre o placar. “Problema da oposição”, disse o ministro, que afirmou também que a prioridade de Temer neste momento é a aprovação da reforma da Previdência. Segundo Padilha, o governo pretende aprovar a reforma até outubro deste ano.

Nas últimas semanas, Temer tem tratado pessoalmente do tema, ligando e recebendo deputados para garantir os votos necessários para conter a denúncia que poderia resultar em sua cassação. A votação está marcada para ser realizada na próxima quarta-feira, dia 2 de agosto, e o sentimento no governo é de que a vitória é uma questão de tempo.

Mesmo com a aparente tranquilidade, Temer ainda continua trabalhando por mais votos, ligando com deputados indecisos para aumentar sua suposta vantagem na votação.

Publicidade

#Michel Temer