Após a sentença do juiz federal Sérgio Moro, dada nesta última quarta-feira (12), que condenou o ex-presidente da República, Luiz Inácio #Lula da Silva, a nove anos e seis meses de cadeia, um dos aliados de Michel #Temer resolveu provocar alguns petistas que estava na Câmara dos Deputados. Carlos Marun, peemedebista de Minas Gerais, interpelou dois petistas que andavam no corredor da Câmara, Wadih Damous, do Rio de Janeiro e Paulo Pimenta, do Partido dos Trabalhadores do Rio Grande do Sul.

Marun utilizou palavras de baixo calão para se referir ao deputados, ele chegou dizendo: "Tá vendo? Vocês ficam aí acusando sem provas, c...

Publicidade
Publicidade

na b.... de vocês". Claro que os petistas não gostaram em nada da provocação do deputado que fez uma alusão as acusações que os petistas fazem ao presidente Michel Temer.

Lula preso

Após o juiz Sérgio Moro declarar a sentença de Lula [VIDEO], o ex-presidente, nesta última quinta-feira (13), se pronunciou em uma entrevista coletiva, envolvendo seus advogados, companheiros de partido e amigos. Ao que tudo indica, Lula não autorizou perguntas de jornalistas durante a "entrevista".

O objetivo do pronunciamento foi para o ex-presidente contar sobre a "perseguição" que ele diz que o Ministério Público Federal (MPF), a Justiça, Sérgio Moro, Polícia Federal, imprensa e partidos políticos fazem contra ele. Mesmo com Moro apresentando todas as provas em uma longa sentença, Lula diz que é vítima.

Um ponto durante a entrevista chamou a atenção, o ex-presidente "caiu em contradição" ao comentar sobre o caso de Michel Temer, que está sendo julgado pela CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania) sobre uma denúncia que pode chegar até o Supremo Tribunal Federal (STF).

Publicidade

Lula diz que a Rede Globo é culpada por tudo isso e que estariam tentando dar um "golpe em cima do golpe", ou seja, acusar Michel Temer "sem provas".

Quando o MPF disse que Lula é o "comandante chefe" de um esquema criminoso, petistas se revoltaram com a acusação. O ex-presidente disse durante a entrevista que tudo foi baseado em uma "teoria do power point". Na sentença, Sérgio Moro deixou bem claro, que Lula ser ou não o comandante máximo de um esquema #Corrupção é irrelevante para o caso em que foi julgado.

Lula falou em tom de "deboche" e citou que na véspera da decisão de Moro, estava preocupado com o jogo do Corinthians. O petista se mostra um um grande torcedor e disse que queria ver seu timão ganhar do Palmeiras.