Desafeto declarado do ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva, o Lula, o atual prefeito de São Paulo, João #Doria, fez duríssimas críticas ao líder petista na última quinta-feira, durante exibição do seu programa semanal nas redes sociais, "Olho no Olho".

Doria respondeu uma declaração dada por Lula, que dizia que "por enquanto, João Doria não é nada politicamente". O prefeito rebateu da seguinte maneira. "Lula disse que João Doria é um nada. Mas eu prefiro muito mais ser um nada do que um ladrão".

Lula, recentemente, foi condenado pelo juiz federal Sérgio Moro em primeira instância na Operação Lava-Jato. O ex-presidente levou nove anos e seis meses por conta de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no caso do triplex, no Guarujá.

Publicidade
Publicidade

A sentença é passível de recurso, de modo que Lula ainda não pode ser descartado nas eleições presidenciais do ano que vem. Mas, para Doria, o pleito servirá para que o PSDB "enterre o mito Lula". O PSDB, de Doria, ainda vive indefinição sobre quem será o seu candidato. O prefeito de São Paulo não descarta concorrer e interromper a gestão municipal, mas garante que não vai "atropelar" o seu "amigo há 37 anos" Geraldo Alckmin, atual governador do estado paulista.