Após a condenação do ex-presidente da República Luiz Inácio #Lula da Silva na Operação Lava Jato, o juiz Sérgio Moro mandou bloquear mais de R$ 600 mil em bens [VIDEO] e dois planos de previdência privada, que somam R$ 9 milhões, de Lula. A sentença da condenação prevê ainda nove anos de prisão [VIDEO], que só poderão ser aplicados posterior a julgamento em segunda instância.

Após o valor bloqueado em previdência ganhar repercussão na imprensa e chamar a atenção da opinião pública, o Instituto Lula divulgou, neste domingo (23), em defesa ao ex-presidente, um comunicado oficial esclarecendo a origem do dinheiro que custeou a contratação dos planos.

Publicidade
Publicidade

O texto esclarece que todos os recursos aplicados nas previdências são fruto de palestras que o ex-presidente realizou após encerrar seu segundo mandato.

O comunicado ressalta ainda, que cada uma das 72 palestras dadas à 45 empresas e instituições foram comprovadas ao Ministério Público Federal. Segundo o instituto, Lula recebia os pagamentos das palestras que concedia à empresas nacionais e estrangeiras através de sua empresa, a LILS, procedimento realizado de maneira legal.

Entre os anos de 2011 e 2014, quando já não exercia mais função pública, Lula realizou palestras dentro e fora do Brasil, em diversos seguimentos. Foi recebido por bancos, empreiteiras e construtoras, empresas de entretenimento, tecnologia, alimentícias etc. Lula esteve ainda no importante Museu de História Natural de Londres e na Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos.

Publicidade

O instituto segue afirmando que os ganhos através das palestras poderiam ter sido ainda mais altos, não fosse o fato de Lula abrir mão de remuneração em atividades que participou em sindicatos, junto a movimentos sociais e demais organizações que atuam com o interesse público. As informações divulgadas enfatizam que ele esteve em países cuja realidade é precária, falando sobre assuntos como o combate à fome, desenvolvimento social e a paz mundial.

Enquanto presidente, Lula manteve excelente relacionamento internacional, elevando a situação diplomática do Brasil a um patamar inédito.

Luta contra o câncer e a preocupação com esposa e filhos

A nota ressalta que, aos 68 anos, em meio ao tratamento de um câncer na laringe, Lula decidiu investir parte de seus rendimentos nos planos de previdência privada que foram bloqueados pelo juiz Sérgio Moro para garantir o futuro dos filhos.

Junto ao esclarecimento, o Instituto Lula divulgou um relatório completo com todas as atividades realizadas pelo ex-presidente entre os anos de 2011 e 2015. São palestras e eventos que Lula participou neste período. #Lava-Jato #Política