Publicidade
Publicidade

Nesta última quarta-feira, 12 de julho, o juiz federal Sérgio Moro [VIDEO] deu a sentença que condena o ex-presidente da República, Luiz Inácio #Lula da Silva, por crimes de #Corrupção através da compra de um imóvel localizado no Guarujá, São Paulo. Lula foi condenado a nove anos e seis meses de cadeia. Agora, o Partido dos Trabalhadores (PT) tentará se unir em atos e estratégias a favor do ex-presidente.

Ao que tudo indica, aliados de Lula manterão os dizeres de que o ex-presidente é "vítima" de uma "perseguição" protagonizada pelo juiz da 13° Vara Criminal de Curitiba, Sérgio Moro. Em vários discursos de Lula, ele baseou-se que a Operação Lava Jato e o Ministério Público Federal (MPF) faziam um complô contra ele com o objetivo de evitar que ele se candidatasse rumo à presidência da República em 2018.

Publicidade

Lula firmará o papel de que foi o primeiro presidente que começou de origem humilde na política e passou na frente de grandes poderosos, intitulados "golpistas". É possível que o PT utilize um slogan do tipo: "Lula Inocente" e distribua em diversos meios digitais para chegar ao máximo no alcance da população brasileira e tentar conseguir políticos que fiquem ao seu lado.

O objetivo de Lula será se defender perante o Congresso Nacional utilizando-se da sua "luta política" firmada em muitos anos como presidente. Diferente de evidências jurídicas, a "luta política" ignora dizeres de magistrados e busca mostrar um lado mais "pessoal" do acusado para tentar o defender. Quem também se baseia na "luta política" para se livrar de acusações de crimes de corrupção é o atual presidente Michel Temer, sua defesa está ignorando gravações, delações premiadas e propinas para tentar livrá-lo de uma denúncia que poderá ser aberta no Supremo Tribunal Federal (STF).

Publicidade

Lula pode ter um aliado

Quem poderá se tornar um aliado de Lula é o ex-presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que no momento se opõe a Temer e também se mostra encrencado com a Justiça, acumulando cerca de 11 inquéritos no STF e alvo de investigações da força-tarefa da Operação Lava Jato. Lula poderá procurar aliados que podem se encrencar na Justiça tanto quanto ele, e utilizar como uma "pré-campanha" à presidência um discurso de vitimização.

Aliados ao PT já se movimentaram e conforme saiu a sentença de Lula, há previsão de começar os protestos. Nesta quarta-feira, a avenida Paulista, São Paulo, já poderá ser tomada por "vermelhinhos" que apoiam o ex-presidente. Enquanto isso, a Justiça Federal do Paraná está cercada de seguranças para proteger o patrimônio público. #Sergio Moro