Silvio Santos é um dos principais apresentadores da TV brasileira, mas está metido em uma polêmica daquelas. O comunicador decidiu se envolver na política e solicitou que sua principal empresa, o SBT, exibisse comerciais "informativos" sobre a reforma da previdência, do governo do presidente Michel Temer, do PMDB. O problema é que os comerciais não eram informativos, mas sim opinativos. Agora, #Silvio Santos e o SBT podem ser punidos pela Justiça caso insistam na ideia de exibir as propagandas a favor da polêmica reforma, que virou motivo de muitas manifestações por todo o Brasil.

SBT é proibido de exibir chamadas 'duvidosas' sobre reformas de Temer

Nas chamadas "duvidosas" sobre o tema, o SBT estimula o telespectador a se informar um pouco mais sobre o que é a reforma da previdência.

Publicidade
Publicidade

As propagandas são um pouco diferentes do que foram mostradas no passado. O conteúdo dizia em tom de grande alarme que, caso a reforma não acontecesse, o Brasil iria quebrar, mesmo sem trazer especialistas falando sobre o assunto. Por se tratar de uma empresa de comunicação em sinal aberto, o SBT não pode fazer esse tipo de comercial sem uma base evidente.

Ministério Público Federal enquadra SBT em chamada que apoia Temer

O Ministério Público do Trabalho no Distrito Federal decidiu entrar com uma ação sobre o caso e pede que as chamadas sejam retiradas do ar imediatamente. "Trata-se de propaganda possivelmente sem base fática ou documental, que não exprimiria opinião, mas sim afirmativa que sem a aprovação das reformas o país estará quebrado e o trabalhador ficaria sem salário", disse a procuradora Renata Coelho sobre o caso.

Publicidade

Ela é que está à frente do processo civil do caso.

MPT-DF anuncia punição ao SBT

O SBT também é obrigado agora a exibir comerciais que expliquem ao certo o que é a reforma da previdência e como isso pode afetar a sociedade. Caso a emissora persista na ideia de não cumprir tal ordem, ela terá que pagar uma multa de R$ 10 mil por cada veiculação. O dinheiro será enviado para um fundo de amparo ao trabalhador. De acordo com informações do UOL sobre o caso, as polêmicas chamadas começaram a ser exibidas ainda no mês de abril, quando Silvio Santos e #Michel Temer se encontraram. O empresário e apresentador teria prometido ao atual presidente do país ainda uma exibição de uma entrevista sobre o tema no SBT, o que aconteceu.

Deixe o comentário. Ele é sempre importante e ajuda diálogo de temas variados.