Sérgio Zveiter (#PMDB-RJ), relator da denúncia contra Michel Temer que está tramitando na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados, faz parte de um grande grupo de políticos e deputados influentes do Rio de Janeiro. Para citarmos alguns nomes, podemos tratar de Rodrigo Maia (DEM-R), presidente da Câmara dos Deputados, e Leonardo Picciani (PMDB-RJ), ministro dos Esportes.

Esse último foi convocado por Michel Temer logo após o anúncio de que Zveiter seria o relator da denúncia na CCJ. Segundo a repórter da Globo News, Andreia Sadi, nesse encontro, Temer deu carta branca para Picciani pressionar o relator para que ele produza um relatório favorável ao governo.

Publicidade
Publicidade

A nomeação de Zveiter irritou o Planalto, que queria a indicação de um nome mais alinhado ao governo para o cargo. Para se ter uma ideia, segundo informações do repórter da Globo News, Gerson Camarotti, o Planalto convocou a ida do vice-governador de Minas Gerais, Antonio Andrade, do PMDB mineiro, para que ele tentasse convencer o presidente da CCJ, Rodrigo Pacheco, também do PMDB mineiro, a mudar de opinião e não nomear Zveiter.

Nos cálculos feitos pelos corredores da Câmara, a expectativa é que o Planalto seja derrotado na votação na CCJ. #Dentro da política