A ex-presidente Dilma Rousseff criticou o anúncio de Michel Temer, nesta sexta-feira (21), sobre o aumento de impostos. Segundo a petista, essa decisão do Planalto irá beneficiar as pessoas de maior renda e prejudicará os mais pobres. E ainda ironizou: "Vitória do pato", em referência ao "Pato da Fiesp", que esteve presente em diversas manifestações contra seu governo e que tinha como slogan "Não vou pagar o pato", contra o aumento de impostos.

Os comentários de #Dilma Rousseff foram feitos em sua conta oficial no Twitter. Em três postagens, a ex-presidente fez criticas contundentes contra o governo de Michel Temer. Segundo ela, o "receituário do golpe" se deu primeiro com corte de gastos públicos e posteriormente com aumento de impostos.

Publicidade
Publicidade

Na sequência, a petista criticou o fato desse aumento de impostos atacar o bolso dos mais pobres. Dilma defendeu que a elevação dos tributos deveria "onerar os mais ricos". Por fim, Dilma concluiu dizendo que a gestão Temer corta verba de saúde e educação, mas não aumenta os impostos sobre grandes fortunas.

Mas a metralhadora de Dilma não ficou apenas apontada para o Planalto. Ela também fez críticas à imprensa. Segundo Dilma, alguns jornalistas criticavam a recriação da CPMF no seu governo, mas ficaram calados com esse aumento de impostos na gestão de Temer. #Dentro da política