Publicidade
Publicidade
3

Faltando aproximadamente um ano e três meses para chegarmos ao primeiro turno das eleições presidenciais no Brasil, #Lula (eleito em 2002 e reeleito em 2006, como o 35º presidente da República) e Bolsonaro (deputado federal) despontam como os atuais favoritos ao pleito, conforme pesquisa nacional, que foi divulgada no dia 27 de julho, pelo instituto 'Paraná Pesquisas', onde foram ouvidos 2.020 eleitores, no período de 24 a 27 de julho.

Lula encontra-se na frente e com uma boa vantagem sobre o segundo colocado, Bolsonaro, porém, comparando a pesquisa do mesmo instituto em maio, temos o seguinte quadro, enquanto Bolsonaro obteve uma leve subida, Lula teve uma leve queda.

Publicidade

Com base na última pesquisa do instituto 'Paraná Pesquisas', segue um breve paralelo entre os dois pré-candidatos ao pleito de 2018. Tais informações não são meras palavras formadas, mas sim informações obtidas através dos meios de comunicação no Brasil.

Jair Messias Bolsonaro

Bolsonaro nasceu na cidade de Campinas, SP, em 21 de março de 1955. Seguiu a carreira militar e posteriormente a carreira política, passando por diversos partidos, sendo que quase todos oriundos da 'Arena' (Aliança Renovadora Nacional), um partido criado em 1965 com a finalidade de dar sustentação política à ditadura militar. Atualmente Bolsonaro se encontra filiado ao PSC, entretanto, tudo indica que para poder ser candidato ao pleito de 2018, ele deverá mudar sua filiação para o PEN.

Antes de iniciar sua carreira política, Bolsonaro foi casado com Rogéria Nantes Nunes Braga Bolsonaro, vereadora do Rio de Janeiro.

Publicidade

Separou-se afirmando que Rogéria havia deixado de seguir suas orientações nas votações.

Como árduo defensor da ditadura militar, Bolsonaro refere-se ao período como sendo uma época gloriosa na história do Brasil, "20 anos de ordem e progresso", e que "o erro da ditadura foi torturar e não matar".

Em entrevista para revista Playboy, em junho de 2011, Bolsonaro assumiu sua homofobia, e entre tantas outras opiniões polêmicas, o parlamentar, após discutir com a deputada do PT gaúcho Maria do Rosário, proferiu a seguinte frase: "não a estupro porque você não merece", sendo assim, tornou-se réu no Supremo Tribunal Federal -STF, por apologia ao crime de estupro. Na votação do impeachment da Presidenta Dilma Rousseff, dedicou seu voto a um torturador, na ocasião, o conselho de ética da Câmara abriu um processo contra contra ele, por apologia ao crime de tortura. Alegando que "mulheres engravidam e tem direito a licença-maternidade, o que prejudica a produtividade de empresas", Bolsonaro também foi acusado de fazer apologia à desigualdade salarial entre homens e mulheres.

Publicidade

"Não estupro você porque você não merece", diz Bolsonaro para Maria do Rosário.

Bolsonaro homenageia torturador, no momento do seu voto.

Luiz Inácio Lula da Silva

Nascido em Caetés, cidade de Garanhuns, PE. Sétimo filho do total de oito irmãos, Lula saiu do nordeste em direção ao estado de São Paulo com apenas 7 anos.

Antes de chegar à política, Lula foi metalúrgico e sindicalista e, em 1980, juntamente com outros sindicalistas, intelectuais, representantes religiosos, de movimentos sociais e rurais fundaram o Partido dos Trabalhadores. Lula nunca mudou de partido, sendo que na atualidade é o Presidente de Honra do PT.

Lula, depois de três tentativas (1989, 1994 e 1998), foi eleito presidente do Brasil em 2002 e reeleito 2006, adotando em seus governos uma política econômica consistente [VIDEO], que fez a dívida externa cair para um patamar considerável e, com isso, baixando os índices inflacionários. Mesmo com muitas críticas, com alegação de que um presidente da República não poderia ter pouco estudo, Lula teve um índice de aprovação do seu governo altíssimo, chegando ao final do segundo mandato com índice de popularidade de 87% (CNT/Sensus), e assim ganhou popularidade e muitas condecorações no Brasil (medalha de Ordem do Mérito Militar, Naval, Aeronáutica, a Ordem do Cruzeiro do Sul, do Rio Branco, a Ordem do Mérito Judiciário e a Ordem Nacional do Mérito) e em vários países (UNESCO, em 2008, o Prêmio da Paz, em 2009 foi destacado como o Homem do Ano nos jornais Le Monde e o El País, em 2012 recebeu o prêmio de Estadista Global em Davos na Suíça). Destaque para o momento do encontro do 'G20' de 2009, onde o ex-presidente americano 'Barack Obama' diz que Lula "é o Cara".

Desde sua saída da presidência da República, Lula vem proferindo palestras em empresas no Brasil e no mundo.

Lula recebendo prêmio da UNESCO por incentivo à Paz.

Barack Obama diz que Lula "é o Cara" em reunião do G20.

Agora só resta esperar o pleito de 2018, para que seja escolhido o próximo presidente do Brasil, seja entre os dois pré-candidatos e atuais favoritos, ou algum outro que se qualifique até lá. #Eleições 2018