O prefeito da cidade de São Paulo, João Doria, passou por um momento constrangedor nesta última segunda-feira, 7 de agosto. O fato aconteceu na cidade de Salvador, Bahia, no evento em que ele compareceu para receber o título de cidadão soteropolitano na Câmara dos Deputados da Bahia. Doria, juntamente do prefeito de Salvador ACM Neto, foram atingidos por ovos vindos de manifestantes ou militantes do Partido dos Trabalhadores (PT).

A atitude dos petistas se destacou quando Doria estava passando pela Praça Municipal de Salvador. Entre os manifestantes identificados, havia grupos da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e Estudantes e Integrantes da Levante da Juventude Popular.

Publicidade
Publicidade

Veja a seguir o vídeo do momento do ataque dos manifestantes contra o prefeito.

Resposta do prefeito aos petistas

João Doria utilizou suas redes sociais para comentar sobre o acontecido através de vídeo publicado por sua autoria, retrucando a atitude dos petistas. Doria disse que o momento foi marcado pela "intolerância do PT" e aquela atitude [VIDEO]mostra que os petistas e partidos de esquerda em geral, são pessoas agressivas, que maltratam as outras jogando ovos e utilizando palavras de baixo calão.

O prefeito de São Paulo reagiu, dizendo que este caminho, considerado por ele "baixo", é o caminho que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o PT tentam implantar no Brasil. Em um recado claro para a população, João Doria enfatiza que este "não é o caminho do Brasil" e que essas atitudes não fazem ele se amedrontar ou intimidar.

Publicidade

O vídeo da ovada está sendo rapidamente compartilhado nas redes sociais. Veja abaixo a resposta de Doria, em vídeo, ao petistas.

Dória utilizou as hashtags "repúdio à violência", "João Trabalhador" e "Acelera SP" na descrição de seu vídeo. O político também destaca que a agressão o faz sentir mais vontade de se unir ao povo, fazendo com que todos permaneçam juntos nesta caminhada para melhorar o Brasil.

O prefeito de São Paulo é um dos políticos cogitados para disputar a presidência da República no próximo ano. Ao lado de Doria, supostamente poderá ter a concorrência do deputado federal Jair Bolsonaro. O prefeito também poderá "passar na frente" de seu colega de partido, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin e se tornar a escolha do PSDB para as próximas eleições. Resta esperar para saber se o gestor da capital paulista será o escolhido para ser o futuro do PSDB. #Eleições 2018 #João Dória #Manifestação