Publicidade
Publicidade

Enquanto Michel Temer obteve uma importante vitória na Câmara dos Deputados, livrando-se da denúncia de corrupção passiva, o Partido dos Trabalhadores (#PT) segue trabalhando nos bastidores para afirmar Luiz Inácio #Lula da Silva, o Lula, como o seu candidato para as eleições presidenciais marcadas para o segundo semestre do ano que vem.

Na avaliação do deputado paulista Carlos Zarattini, líder do PT na Câmara, Lula é o único nome viável do partido para o pleito que se avizinha. O parlamentar entende que Lula é o "plano A, B, C, D e E" do partido para 2018.

"Nós não estamos trabalhando com a possibilidade de ter um outro candidato.

Publicidade

Temos em Lula o nome mais forte eleitoralmente, e mais viável. É, politicamente, a maior liderança do Brasil. Não tem sentido abrirmos mão de Lula para ficar debatendo um outro nome", disse o deputado à Agência Reuters.

No último dia 12 de julho, Lula foi condenado [VIDEO] pelo juiz Sérgio Moro a 9 anos e seis meses de prisão pelo caso do tríplex em São Paulo. Pela lei da Ficha Limpa, o petista não poderá ser candidato se o TRF-4, até a data da eleição, confirmar ou até aumentar a sentença determinada pelo magistrado responsável pelas penas da Operação Lava-Jato, que investiga desvios na Petrobras.