Publicidade
Publicidade

Pesquisa divulgada pelo Vox Populi, quinta-feira (3), aponta que não só o ex-presidente Luiz Inácio Lula [VIDEO] da Silva (PT) segue disparado na frente nas intenções de voto, como ainda aumentou sua vantagem. Em junho, o petista tinha 40%, agora subiu para 42%.

A pesquisa foi realizada entre os dias 29 e 31 de julho e entrevistou 1.999 pessoas de todos os estados e do Distrito Federal. A margem de erro é de 2,2%.

A pesquisa tem um dado interessante, pois foi a primeira após #Lula ter sido condenado pelo juiz Sergio Moro a nove anos e meio de cadeia.

Na pesquisa espontânea, que é quando o entrevistador pergunta diretamente em que a pessoas entrevistada irá votar, Lula lidera com 42%.

Publicidade

O segundo colocado é Jair Bolsonaro [VIDEO] (sem partido) com 8% e Marina Silva (Rede) fica em terceiro, com 2%.

Já na pesquisa estimulada, que é quando os nomes dos prováveis candidatos são citados, em um dos cenários: Lula obteve 47%, #bolsonaro 13%, Marina 7%, Geraldo Alckmin (PSDB) 6.

Em outro cenário, sem Alckmin e com o prefeito João Doria (PSDB), Lula obteve 48%, Bolsonaro seguiu com 13%, Marina 8%, Ciro Gomes 4% e Doria 4%

Segundo turno

Se a eleição fosse hoje, Lula venceria todos os adversários no segundo turno. Veja os números nos confrontos:

Contra Bolsonaro: venceria por 53% x 17%. Nulos seriam: 21% e indecisos: 9%.

Contra Alckmin: venceria por 52% a 15 % Nulos seriam: 24% e indecisos: 10%.

Contra Doria: venceria por 53% x 15%. Nulos seriam: 23% e indecisos: 10%.

Contra Marina: venceria por 52% x 15%.

Publicidade

Nulos seriam: 24% e indecisos: 9%.

Maioria acha que Moro não conseguiu provar a culpa de Lula

A mesma pesquisa questionou se o juiz Sergio Moro conseguiu deixar clara a culpa de Lula no caso do tríplex do Guarujá. Para 42%, Moro não provou, 32% acham que ele provou e 27% não souberam ou quiseram responder.

Lula poderá ser candidato?

Apesar de estar bem colocado nas pesquisas, a grande dúvida é se Lula poderá ou não ser candidato. Se for condenado em 2ª instância, o ex-presidente perderá seus direitos políticos, mas se for inocentado ou se o processo não for julgado até o começo da campanha eleitoral de 2018, Lula estaria livre para poder concorrer à presidência.

Especialistas afirmam que caso Lula dispute a eleição de 2018, quase que certamente estará no 2º turno, porém sua vitória não é certa, já que em outras pesquisas o índice de rejeição ao ex-presidente é muito elevado, o que poderia pesar a favor de Bolsonaro, Marina ou de um nome do PSDB.

Certo mesmo é que Aécio Neves (PSDB), que quase venceu em 2014, é carta fora do baralho. #JoãoDória