Publicidade
Publicidade

Um político de Roraima está no centro de uma grande polêmica criminal. O secretário municipal de Saúde da cidade de Espigão do Oeste, que é casado com uma mulher, teria matado o ex-#Amante gay. Eduardo Bezerra da Cruz, além de #Político, é policial militar reformado e tinha medo do que a sociedade poderia pensar dele por conta de uma nude polêmica, em que ele aparece em uma posição inusitada.

O amante tinha 32 anos e era biólogo. O relacionamento extraconjugal já havia acabado, mas, segundo Cruz, o ex-amante ameaçava divulgar a foto dele nu, caso os dois não voltassem a se relacionar novamente.

Secretário de Saúde assassina amante homossexual por conta de uma nudes

O secretário de Saúde nega que tenha matado o ex-amante, mas confessou que o ex-amante tinha mesmo muitas fotos dele completamente nu.

Publicidade

Era um hábito do casal de fotografar enquanto estava na relação íntima.

Eduardo Cruz, que foi preso, diz que o seu relacionamento homoafetivo foi coisa do passado e que ama muito a sua esposa. Eduardo teria contratado um matador de aluguel para executar o crime.

O matador foi preso e disse que o crime foi realizado mesmo a mando do político, que tinha medo que os eleitores descobrissem que ele era gay.

Amante gay de político casado é morto com dois tiros por ameaçar divulgar nudes

O diretor do Departamento de Polícia do Interior, Arismar Araújo de Lima, disse que a vítima foi morta com dois tiros. O matador confessou que deu os tiros no biólogo e que Eduardo Cruz não aguentava mais as chantagens do ex-amante para que os dois voltassem a se relacionar.

O biólogo, segundo o matador, estaria ameaçando mandar o conteúdo para a família do secretário de Saúde.

Publicidade

Sem saber o que fazer, mas com medo dele mesmo matar o ex-amante, Eduardo procurou o profissional e pagou pelo serviço.

Político armou estratégia para matar ex-amante que tinha suas nudes

Para conseguir matar o biólogo, o mandante do assassinato disse que os dois precisavam se encontrar. Como o ex-amante era ainda muito apaixonado pelo político, ele aceitou aparecer no local marcado e acabou sendo morto pelo assassino de aluguel.

O homem que matou o biólogo chegou a se hospedar em um hotel da cidade antes e depois do crime. O crime ocorreu em uma área isolada do município. O secretário de Saúde não imaginava que descobririam o crime. Os políticos da região lamentaram as acusações. O prefeito Nilton Caetano disse que aguarda a investigação policial.

Deixe o seu comentário. #Gays