O procurador da República e coordenador da Operação #Lava Jato, #Deltan Dallagnol, resolveu reagir diante de um possível "tapetão" orquestrado por políticos interessados no poder. As ações deles podem fazer com que os mesmos políticos continuem no poder, inclusive, entre os beneficiados por esse esquema estariam os deputados federais Sérgio Reis e #Tiririca. Vale ressaltar que Dallagnol não citou o nome de nenhum político.

De acordo com Dallagnol, as pessoas querem renovação na política e 80% querem pessoas novas. O povo já está cansado de tanto sofrer tamanha desilusão ao serem vítimas de políticos corruptos e interesseiros.

Publicidade
Publicidade

Com as investigações da Lava Jato, a fonte de recursos ilícitos para financiamentos eleitoral secou e o Supremo Tribunal Federal (STF) proibiu a doação eleitoral por empresas. O objetivo é impedir o roubo dos cofres públicos que eram desviados por poderosos do alto escalão e com isso, as eleições eram sempre ganhas por eles.

Pensando no risco que estão correndo e se perderem o foro privilegiado acabarem nas mãos da Justiça, eles estão armando para mudarem as regras do jogo através de uma reforma política voltada para o interesse deles, afirma Dallagnol.

O coordenador da Lava Jato afirmou que, ao invés dos parlamentares proibirem caríssimas produções de marketing com seus programas eleitorais na TV e debaterem mais ideias, eles estão fazendo o avesso e buscam aumentar o fundo partidário para R$ 3,6 bilhões.

Publicidade

O Brasil está em crise e enxugando gastos, mas eles não estão preocupados com isso.

Distritão

O procurador da Lava Jato comentou sobre o "distritão" [VIDEO], que no caso, será eleito quem alcançar mais votos em cada Estado. Esse sistema favoreceria vários representantes da velha política.

Os candidatos mais conhecidos conseguiriam se eleger facilmente e quem se sairia bem também são as celebridades, como é o caso do deputado Tiririca [VIDEO], muito conhecido em todo o Brasil.

Políticos que foram beneficiados com milhões de emendas parlamentares concedidas pelo presidente Michel Temer também podem ser eleitos facilmente. Em troca dessas emendas, eles podem ganhar o apoio de vários prefeitos de outras cidades, como é o caso do deputado Sérgio Reis, que está em primeiro lugar no ranking dos políticos que mais foram favorecidos com as emendas.

Investigados

Na visão de Dallagnol, o "distritão" é tão ruim que uma vez houve uma campanha de cientistas políticos para evitar esse sistema e o grande defensor desse "distritão" era ninguém mais ninguém menos que o ex-deputado Eduardo Cunha.

Se nada for feito, em 2019, os mesmos políticos investigados agora serão os que mandarão no Brasil e o povo vai perder de novo essa guerra.