O deputado federal #Wladimir Costa (SD-PA) se superou no que diz respeito à ética. Após tornar-se conhecido nacionalmente não por algum projeto ou feito espetacular em sua carreira como deputado federal e sim por uma tatuagem de hena (daquelas que saem com o tempo) em favor do presidente Michel Temer (PMDB), foi pego por um fotógrafo pedindo nudes, através do WhatsApp, a uma mulher em uma das sessões mais importantes do ano na Câmara dos Deputados, em Brasília.

Wladimir Costa já teve problemas com Justiça no passado, inclusive o seu mandato foi cassado pelo TER (Tribunal Regional Eleitoral) no ano de 2016, que mantém até hoje à espera do julgamento de recurso no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Publicidade
Publicidade

Em alguns trechos da conversa captado pelo fotógrafo Lula Marques, o parlamentar pedia para a mulher ‘’mostrar a bunda’’ e a indagava quanto aos seus atributos profissionais, que a mesma era conhecida mesmo pela 'bunda'.

Diante a recusa, Costa, contrariado, retruca citando diversas apresentadoras que são reconhecidas e até mesmo desejadas pela sua capacidade técnica ao contrário da pessoa a qual ele pedia as polêmicas fotos. Ela responde dizendo que ‘’ele deveria ocupar o seu tempo com coisas mais produtivas’’.

Contrariado ao perceber a negativa de suas investidas, ele termina dizendo que prefere ser ‘’ultrasseletivo e monogâmico’’.

Por incrível que pareça, tudo isso foi flagrado e registrado pelo fotógrafo Lula Marques dentro da Câmara dos Deputados na quarta-feira (2), no momento em que se decidia o futuro do presidente Michel Temer após denúncia de corrupção impetrada no STF (Supremo Tribunal Federal) pelo procurador geral da República, Rodrigo Janot.

Publicidade

Após uma defesa fervorosa, Costa foi interrompida pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ao dizer que o PT não era partido político e sim uma ‘’organização criminosa’’, insultou os partidos ditos de esquerda e seguiu dizendo que todos deveriam lavar a boca antes de falar de Temer. O parlamentar seguiu com sua oratória causando tumulto e empurra-empurra na Câmara dos Deputados.

Novamente Wladimir Costa consegue chamar a atenção para si com mais uma atitude no mínimo estranha em plena votação na Câmara dos Deputados e em um dos momentos mais importantes do cenário da política nacional recente.

O deputado federal Jair Messias Bolsonaro (PSC-RJ) foi outro parlamentar flagrado recentemente no WhatsApp pelo fotógrafo em plenário. Porém, esse conversava com seu filho, o também deputado Eduardo Bolsonaro (PSC-SP), só que dessa vez em situação bem menos comprometedora que a do deputado federal Wladimir Costa. #Lava-Jato #Michel Temer