Publicidade
Publicidade

Em vídeo, o deputado federal Jair Bolsonaro [VIDEO] fez uma denúncia, tornando público um vídeo gravado por um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT), no qual o deputado afirma que a vontade do petista, que se chama Sergio Paladini, era o extermínio dos fascistas. Logo de cara, o deputado #bolsonaro entendeu que o recado era para ele e para seus seguidores, por conta de Jair sempre ser considerado pelos petistas, sobretudo pelo ex-presidente Lula [VIDEO] e a ex-presidenta Dilma Rousseff, de extrema direita ou de fascista. Entendendo a mensagem, Bolsonaro resolveu divulgar o real desejo de Paladini contra aqueles que seguem a direita do Brasil.

Publicidade

“A casa caiu para o PT. Mas, para pelo menos um dos seus fundadores, a culpa é do povo. Porque o povo é corrupto. Como resolver esse situação? Exterminando, matando e executando os fascista”, introduz o deputado Jair Bolsonaro o vídeo da denúncia, que logo em seguida pede para que o telespectador assista o restante.

A vontade de extermínio de Sergio Paladini, um dos fundadores do PT

Sergio Paladini, no momento da declaração, se encontrava em um local aberto, talvez um local para almoço. Ele estava acompanho de outras duas pessoas: um homem, que fazia os questionamentos de forma parcial para tentar atingir a direita brasileira e, um pouco mais ao fundo, escutava-se a voz de mulher, sem ser filmada, que confirmava toda versão nada democrática de Paladini. Veja como ele pretende combater à extrema direita no Brasil.

Publicidade

Primeiro começa o homem, que está ao lado de Paladini, perguntado:

“O que a gente precisa para derrotar os fascistas, essa direita, esses escrotos e golpistas?”

E Sergio Paladini respondeu de forma nada democrática:

“Eu acho que para derrotar esse tipo de povo a gente precisa de armas. É tanto escroto, tanto fascista, que eu acho que toda arma que existisse ia faltar munição. Eu falo que vai faltar munição porque o argumento que a gente possa ter, via imprensa, não chega na mediocridade da orelha do brasileiro. Não sabe ouvir. Ele não é semi-analfabeto, ele é venal. O Brasileiro é uma coisinha nojenta, tá?”. disse Paladini.

Mas o homem que estava em sua companhia pergunta:

“Mas qual brasileiro?”

E Paladini responde, colocando a culpa no povo brasileiro de forma geral, o que mostrou ser notório o rosto de decepção do rapaz que o questionava por querer que ele culpasse os conservadores:

“O povo brasileiro. O povo brasileiro independente de assistir à Rede Globo, independente da Rede Bandeirantes, ele vive de propina, de gorjeta, e de coisinhas. O povo brasileiro é podre.”, finaliza.

#Bolsonaro2018 #Lula