O ex-presidente da República, Luiz Inácio #Lula da Silva, está "encrencado" com a Justiça. Réu em cinco processos, Lula perdeu o caso sobre a acusação de ter um triplex localizado no Guarujá, São Paulo. O juiz federal #Sergio Moro condenou o ex-presidente a nove anos e seis meses de detenção. Agora resta a segunda instância analisar o caso.

O próximo processo em que Lula será julgado é sobre ter recebido propina da empreiteira Odebrecht através de um terreno onde seria a sede do Instituto Lula, ao lado de seu apartamento na cidade de São Bernardo do Campo, São Paulo. Pela segunda vez, Lula ficará de frente com o juiz federal nesta próxima quarta-feira, 13 de setembro.

Publicidade
Publicidade

Há muitas pessoas que torcem pela condenação do ex-presidente [VIDEO], e criminalistas analisaram as chances de Lula ser preso neste próximo interrogatório. Segundo Daniel Bialski, as chances de Lula sair preso da 13° Vara Criminal de Curitiba são mínimas. O criminalista, que atua em processos envolvendo a Operação Lava Jato, disse que Lula poderá exacerbar no seu direito de defesa e demonstrar indignação pelas acusações em que lhe são dadas, porém não poderá ofender, de forma alguma, membros do Ministério Público Federal (MPF) e servidores públicos que atuam no processo.

Mesmo com o ex-companheiro de Lula, Antonio #Palocci, ter dado um depoimento tão "forte" contra o ex-presidente, acusando-o de receber propinas milionárias da Odebecht, a prisão de Lula ainda é algo difícil de acontecer neste momento.

Publicidade

O criminalista e advogado de Lula, Fernando Fernandes, diz que não há nada que justifique uma prisão imediata nesta próxima quarta-feira. A única coisa que poderia acontecer dando uma "surpresa" para Lula e para todos que aguardam sua prisão são os procuradores da República comprovarem que o ex-presidente está promovendo atos de obstrução de Justiça e que tem uma grande chance dele fugir do Brasil. Caso os procuradores justifiquem que há um risco a ordem pública, seguindo a legislação penal brasileira, Lula poderá ser preso imediatamente.

Lula nega quaisquer acusações contra ele e diz que é "perseguido" pelo juiz Sérgio Moro e "vítima" do Ministério Público Federal e da Polícia Federal.

Recentemente, o interrogatório marcante de Antônio Palocci [VIDEO] colocou ainda mais sob suspeita a atuação de Lula no governo. O ex-ministro da Fazenda sinalizou que Lula e Emílio Odebrecht, o dono da construtora Odebrecht, fizeram uma "pacto de sangue" envolvendo crimes de corrupção.