O interrogatório do ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva ao juiz federal Sérgio Moro, nesta quarta-feira (13), em Curitiba (PR), teve um momento de grande tensão nos minutos finais. O ex-presidente acusou o magistrado de ser parcial e de agir apenas levado pela imprensa nacional.

Segundo o petista, todas as acusações contra ele foram por causa de notícias vinda de meios de comunicação, que acabaram forçando o juiz a tomar decisões pesadas contra ele. Olhando para os procuradores presentes na audiência e dando indiretas a Moro, Lula disse que todos foram reféns da imprensa.

Aproveitando as insinuações de seu cliente, o advogado Cristiano Zanin, comentou que o juiz vive citando reportagens jornalísticas.

Publicidade
Publicidade

Olhando para Moro, Lula pergunta se amanhã, ao estar junto com sua família, ele terá a certeza de que o juiz foi imparcial em sua decisão [VIDEO].

Resposta forte do juiz

Moro não gostou das insinuações do petista e respondeu, irritado, que não cabe ao ex-presidente fazer esse tipo de pergunta a ele. Mas, mesmo assim, o juiz respondeu que Lula pode ficar tranquilo que ele será correto conforme um juiz deve ser.

Lula retrucou dizendo que não foi isso que aconteceu no outro depoimento que eles tiveram sobe o caso do tríplex no Guarujá, no litoral de São Paulo. Nessa ação, Lula foi condenado a nove anos e meio de prisão por corrupção.

Moro ficou ainda mais irritado e avisou que não iria discutir sobre o que havia acontecido no interrogatório passado. "A minha convicção é que o senhor é culpado", disse o juiz.

Publicidade

Moro ressaltou que se a #discussão continuasse, "não seria bom para o senhor", referindo-se a Lula. Vale ressaltar que se Moro quisesse decretar a prisão preventiva do petista, ele já poderia ter feito isso, mas ele decidiu esperar um pouco mais devido o respeito por Lula já ter sido um ex-presidente da República.

O petista parece que não entendeu o recado dado pelo juiz e ainda o afrontou dizendo que isso tem que ser discutido sim e afirma que espera que a Justiça seja feita no Brasil. Como respostas às ultimas indagações e afirmações de Lula, Moro tem uma reação forte [VIDEO], interrompe a fala do petista e decreta o fim do interrogatório.

Acusação

Lula foi acusado pelo Ministério Público Federal (MPF) de receber um terreno da construtora Odebrecht para a construção do Instituto Lula, em São Paulo, e aquisição de um apartamento vizinho ao seu, em São Bernardo do Campo, além de receber um sítio em Atibaia, no interior paulista. O depoimento de hoje foram sobre essas denúncias.

Lula estaria usando esse apartamento sem nunca ter gasto nada com ele. O dinheiro poderia estar vindo de propina com contratos fraudulentos entre a Odebrecht e Petrobras, de acordo com a acusação do Ministério Público Federal. #Sergio Moro