Publicidade
Publicidade

A ex-presidente da República #Dilma Rousseff foi sucessora do governo Lula em 2010 e conseguiu se reeleger nas eleições em 2014, mas após muita pressão da população, o Congresso Nacional aprovou o impeachment da petista em 2016.

Dilma foi impedida de concluir seu governo e isto acabou dividindo muitas opiniões por parte da população brasileira, onde muitos afirmaram que seu impeachment foi um 'golpe', e com isso a petista deve aproveitar para se candidatar a um cargo em 2018.

Cargo de Dilma

A cúpula do Partido dos Trabalhadores está traçando uma estratégia para a ex-presidente Dilma Rousseff conseguir se eleger como senadora federal nas eleições de 2018, e a mesma deve tentar tal ato pelo estado de Minas Gerais, pois cada estado tem direito a dois senadores, e a petista deve aproveitar o fato de ser mais popular dentro do estado do que o senador federal Aécio Neves.

Publicidade

Aécio está com a popularidade em baixa no momento e o PT analisou que Dilma Rousseff ganhou nas eleições presidenciais de 2018 em Minas Gerais contra o próprio ex-governador do estado.

Repetir o feito?

Dilma tentará repetir o feito de ganhar do Aécio Neves no estado de Minas Gerais novamente dentro do próprio estado do senador, e para isso a mesma terá que mudar seu domicílio eleitoral ainda neste ano para se lançar como candidata ao Senado Federal no ano de 2018 [VIDEO].

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva afirmou em uma palestra, onde refirmou sua parceria com Dilma Rousseff após, segundo ele, alguns boatos da imprensa, que a petista será candidata ao Senado Federal nas eleições do ano que vem.

Candidato a presidência

O candidato à presidência da República que será lançado pelo Partido dos Trabalhadores provavelmente será o ex-presidente Lula, que está lutando para não ser condenado em segunda instância até as eleições presidenciais de 2018, pois o petista foi condenado a 9 anos e meio de prisão pelo juiz federal Sérgio Moro pelo caso do tríplex no Guarujá, em Litoral de São Paulo.

Publicidade

Lula foi condenado por supostamente ter recebido o imóvel de três andares em forma de propinas da empreiteira OAS, pois o petista teria favorecido a empresa em firmamentos de contrato com a estatal Petrobrás durante o seu governo, entre 2003 e 2010.

Há muitas especulações de que Dilma seria um 'plano B' do PT para o caso de Lula ser condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4°Região (TRF-4). [VIDEO] Ela seria a candidata substituta do partido, porém, tudo indica que seja o ex-prefeito da cidade de São Paulo, Fernando Haddad. #presidencia #Eleições 2018