Publicidade
Publicidade

O ex-presidente da República Luiz Inácio #Lula da Silva é acusado de ser proprietário do apartamento 121, do Edifício Hill House, em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, mas ele afirmou ao juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos julgamentos dos processos no âmbito da Operação #Lava Jato em primeira instância, que o imóvel era alugado por sua esposa, dona Marisa, que faleceu este ano.

Após esta afirmação no último depoimento do petista ao juiz federal Sérgio Moro, o magistrado pediu para que o réu apresentasse os documentos que comprovassem a locação do apartamento. Após um tempo, o ex-presidente apresentou os recibos do aluguel e os anexou ao processo.

Publicidade

Entre os documentos haviam algumas partes suspeitas, como datas erradas e outras dados.

Afirmação da força-tarefa

A força-tarefa da Operação Lava Jato afirmou, então, ao juiz federal Sérgio Moro que ‘’sem margem à dúvida’’ os recibos apresentados pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva são ‘ideologicamente falsos’’.

O MPF (Ministério Público Federal) [VIDEO] no Paraná anunciou ao juiz Sérgio Moro que abriu uma investigação para apurar a autenticidade dos documentos apresentados pelos advogados do ex-presidente da República e verificar se são falsos.

Lula pode ser preso por isso?

A legislação brasileira afirma que se houver falsidade de um documento público, o réu deve ter uma pena de reclusão de um a cinco anos e multa. Porém, no caso do ex-presidente, o documento é particular e a pena varia de um a três anos de reclusão mais a multa.

Publicidade

Porém, o maior crime que o petista corre o risco de ter comprovado não é o de falsidade, mas, sim, de não comprovar o aluguel do imóvel [VIDEO] usado por ele.

Lula pode ser acusado por ter mentido no depoimento ao juiz federal Sérgio Moro e também por ter recebido o imóvel como forma de propina, já que não teria comprovado a locação do imóvel por meio dos documentos apresentados. Por isso, que o petista pode se complicar muito neste caso, se não conseguir reverter a acusação da força-tarefa [VIDEO] da Operação Lava Jato.

Lula participará das eleições de 2018?

Tudo indica que o ex-presidente será o candidato a presidente da República do Partido dos Trabalhadores nas eleições de 2018, pois ainda não há nada que o impeça.

Porém, não poderá se candidatar caso seja condenado em segunda instância por qualquer caso em que é réu. O que está mais próximo de acontecer é o caso do tríplex no Guarujá, no Litoral de São Paulo, o qual o petista é acusado de ter recebido o imóvel em forma de propina da empreiteira OAS e já foi condenado em primeira instância pelo juiz federal Sérgio Moro. #SérgioMoro